A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

09/04/2017 07:20

Inspirado em mistério do Acre, Guilherme cria sarau para falar de ufologia

Com música, evento terá roda de conversa para discutir e, quem sabe, desvendar sumiço no Acre

Thailla Torres
Guilherme quer movimentar a cena cultural da cidade com eventos alternativos. (Foto: Alcides Neto)Guilherme quer movimentar a cena cultural da cidade com eventos alternativos. (Foto: Alcides Neto)

Tem mais um evento alternativo na cidade. Agora, pegando carona no mistério do sumiço de Bruno Borges, em Rio Branco, no Acre, depois de deixar 14 livros escritos à mão e criptografados. Aproveitando a curiosidade sobre o caso, um sarau em Campo Grande quer ajudar a desvendar o desaparecimento e trocar informações sobre ufologia.

A história intrigante vem mexendo com o imaginário de muita gente na internet. Por isso, o campo-grandense Guilherme Lima, de 28 anos, criou o ''Sarau Ufológico''. O evento será hoje (9) na casa dele. “A intenção era só realizar uma conversa, mas acabou se transformando em sarau. Notei que muito amigos estavam inquietos com o desenrolar do caso e estamos aguardando o desfecho dessa história”, explica.

O evento é aberto ao público e além de teorias, tem programação musical.

No quarto do rapaz, foi encontrada uma estátua de R$ 7 mil, de Giordano Bruno.No quarto do rapaz, foi encontrada uma estátua de R$ 7 mil, de Giordano Bruno.

“As acomodações são um tanto diferentes de um espaço específico para esse tipo de evento, mas a gente vai se adaptando. O importante é reunir a galera para conversar, expor as ideias e ouvir experiências”.

Guilherme é um apaixonado e um apoiador da cultura na cidade. E é na raça que ele criou a produtora cultural Lelo-Lelo, com  a ideia de compartilhar o trabalho de artistas e fazer eventos gratuitos na cidade. "Sempre apreciei todo tipo de arte. Gosto mesmo é de ajudar a coisa acontecer e ver ficando pronto. Aqui vamos pensar, rascunhar, elaborar, planejar e executar os projetos”, afirma.

Para ele é uma forma de transformação através da cultura. "Nos transformamos e minhas experiências foram necessárias pra todo esse processo. Tenho me acostumado a chamar de produtora cultural colaborativa, porque desde então estou colaborando como posso. Divulgo, apoio, empresto grana e peço fiado também".

Na programação do evento, haverá uma roda de conversa com o ator Roberto Passos, que estudou Ufologias Científica e Esotérica por mais de 20 anos.

Tem ainda música com a MC Dandara Zumbi, a banda Trupe de Vênus e Banda Venusianos, e Engenheiro Edson. Além de artesanato e literatura.

O evento será  das 10h às 17h na Rua Andiroba, 97, Cophatrabalho.

Curta o Lado B no Facebook.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.