A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

05/07/2018 20:18

Pagando o que puder e quiser, Dançurbana inaugura temporada até dezembro

Thaís Pimenta
Espetáculos serão apresentados e o público paga o quanto quiser e puder para a companhia. (Foto: Acervo Pessoal)Espetáculos serão apresentados e o público paga o quanto quiser e puder para a companhia. (Foto: Acervo Pessoal)

A Cia Dançurbana promove de julho a dezembro de 2018 o projeto ‘Dançurbana em Casa – Ciclo de Atividades Culturais’, com ações ligadas à área da dança, como cursos, oficinas, temporadas de espetáculos, mostras de danças, residências, intercâmbios e diálogos de aproximação com o público.

A ideia é criar ações de sustentabilidade para a Cia, além de fomentar a valorização da cena cultural de Campo Grande, aproximando o público das atividades e do trabalho desenvolvido pela Dançurbana. “Acredito que seja o momento para refletirmos sobre esses assuntos, potencializarmos redes de escoamento da produção local”, revela o diretor e produtor cultural Marcos Mattos.

Em julho acontece duas frentes de ações do projeto, a primeira é a Temporada "Quanto Custa?", com o espetáculo "Poracê – O Outro de Nós", da própria Cia. Ele estará em cartaz do dia 06 a 08 de julho, às 19h30, no espaço da Casa de Ensaio.

A Temporada traz um sistema de ingressos alternativo, o "Pague Quanto Quiser", em que o público assiste ao espetáculo e ao final do evento contribui de forma voluntária o valor que quiser e puder. A Cia entende que as produções artísticas devem estar ao alcance de todos, viabilizando o acesso. Por isso, o público poderá escolher quanto pagar.

“É uma decisão individual, mas que reflete no todo, e isso faz toda a diferença”, acrescenta. Para a Cia essa ação traz à tona questões importantes para o meio cultural e reflete um posicionamento político diante do descaso e da má gestão com a cultura do estado. “Gratuidade garante público? É uma ação reflexiva, tanto para nós artistas da cena, quanto para o público que gosta, acompanha e acredita na arte emsuas mais diversas formas”, questiona Mattos.

Todas as ações do projeto fortalecem o movimento de valorização dos artistas locais e a frequência de atividades de dança em Campo Grande. O foco é ampliar as possibilidades de aproximação com o público campo-grandense para que haja mais diálogo sobre a cena cultural a qual estamos passando.

A partir do dia 16 também iniciarão os cursos livres em dança com aulas regulares de danças urbanas (nível iniciante), dança para crianças (de 5 a 7 anos de idade), street jazz e dança de salão. Para quem tem interesse em conhecer um desses estilos, de 09 a 13 de julho acontecerá, gratuitamente, a semana de aulas experimentais. As pré-inscrições já estão abertas e poderão ser realizadas pela página no Facebook da Cia, no botão “Cadastre-se” ou pelos telefones: (67) 3384-4843 ou 99238-2829.

Casa de ensaio fica Rua Visconde de Taunay, 203, Bairro Amambai.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

 



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.