ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 10º

Diversão

Turma cria Carnaval delivery e faz folia no portão de amigos isolados

Amigos criaram bloco "Unidos do Portão Du Zoto" para levar um pouquinho de diversão para quem ama Carnaval e respeitou isolamento.

Por Thailla Torres | 17/02/2021 12:29
Amigos criaram bloco Unidos do Portão e fizeram Carnaval delivery.
Amigos criaram bloco Unidos do Portão e fizeram Carnaval delivery.

Apesar do cancelamento do Carnaval em todo país, quatro amigos em Campo Grande conseguiram amanhecer com os pés destruídos nessa Quarta-feira de Cinzas depois de muita folia. E acredite: sem aglomeração. Rogéria, Rossine, Karine e Luciana criaram um bloco delivery e levaram marchinhas e fantasias até o portão de amigos que cumprem o isolamento e passaram o Carnaval dentro de casa.

Nesta terça-feira de Carnaval, os amigos percorreram durante seis horas bairros como Giocondo Orsi, Carandá Bosque, Centro e Vila dos Ferroviários para levar um pouco de música e alegria a amigos e familiares em isolamento, mas que amam a maior festa popular do país.

“Sou corumbaense e amo o Carnaval, sempre curto a festa por lá. Quando não posso ir faço parte da folia do Cordão Valu. Mas neste ano precisávamos dar um jeito de fazer a magia do Carnaval entrar nas residências sem colocar ninguém em risco”, conta a funcionária pública Rogéria Fonseca, de 49 anos, que tomou a iniciativa de criar um Carnaval delivery ao lado do marido Rossinei Benício e as amigas Luciana de Bem e Karine Vicelli.

De máscara e sem aglomeração, amigos levaram marchinhas até o portão de outros colegas.
De máscara e sem aglomeração, amigos levaram marchinhas até o portão de outros colegas.
Uma das amigas recebendo o bloco na porta de casa.
Uma das amigas recebendo o bloco na porta de casa.

Juntos eles criaram o bloco “Unidos no Portão Du Zoto”. Depois utilizaram algumas das fantasias que costumam usar no Bloco dos Palhaços em Corumbá, confeccionaram um estandarte e traçaram uma rota. De casa em casa, a folia chegou através dos carros e dos amigos fantasiados dançando marchinhas e funk.

De máscara e com álcool em gel disponível para higienizar os acessórios, os quatro amigos não entraram na casa das pessoas e permaneceram fazendo folia por alguns minutos no portão. Toda essa disposição rendeu fotografias e sorrisos de amigos que, apesar de entristecidos longe do Carnaval, mantiveram o espírito de folião.

“Brincamos na calçada, sorrimos e cantamos. Isso tudo foi das 15h até às 21h. Eu cansei mais do que se eu tivesse dançando Carnaval convencional”, brinca Rogéria.

A ideia de chegar de surpresa foi para não chamar a atenção de vizinhos e evitar aglomerações. “E deu certo. Conseguimos nos divertir com segurança e levar um pouquinho do Carnaval para o coração dos nossos amigos”, encerra.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário