ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Faz Bem!

Não faltam ações e acolhimento para mostrar como toda vida importa

No dia de prevenção ao suicídio, programação busca dar ouvidos a quem precisa falar, e entregar carinho em tempos de isolamento

Por Raul Delvizio | 10/09/2020 09:15
Não é fácil falar sobre essa questão, ainda mais com tanto isolamento e insegurança causado pela pandemia do novo coronavírus, mas é possível e necessário. (Foto: Marcos Maluf)
Não é fácil falar sobre essa questão, ainda mais com tanto isolamento e insegurança causado pela pandemia do novo coronavírus, mas é possível e necessário. (Foto: Marcos Maluf)

Campanhas espalhadas por Campo Grande querem ajudar pessoas a combater suas incertezas, mostrar que pra tudo existe solução, e que vale a pena viver para encontrá-las. Trazer luz onde há sombra. Esse é o mote do Setembro Amarelo que, ano após ano, adverte sobre a prevenção ao suicídio.

Não é fácil falar sobre essa questão, ainda mais com tanto isolamento e insegurança causado pela pandemia do novo coronavírus, mas é possível e necessário.

Confira algumas ações em prol deste dia 10 de setembro:

Como vai você? – Pensando na saúde mental neste período de quarentena, o projeto Telepsicologia fará atendimentos de aconselhamento por meio de ferramentas de comunicação on-line a partir do dia até o dia 30. Por trás do plantão, estarão os acadêmicos do 10º semestre da faculdade de Psicologia da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), com a orientação e treinamento de psicólogos supervisores. Os telefones disponíveis para agendamentos são 3312-3705 ou 3312-3715, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Suporte e informação – Durante todo o Setembro Amarelo, sempre às terças-feiras e especialmente hoje, a My Cookies traz sessões com profissionais da saúde em lives no Instagram da marca. A conversa deste dia 10 é a importância de se falar abertamente sobre o suicídio, com a médica psiquiatra Karine Rebolo.

"Vamos falar sobre a vida" – Com lançamento hoje pela Life Editora, o livro aborda o suicídio pelo viés da adolescência, que é a segunda causa de morte na faixa entre 15 a 24 anos. Baseada em relatos reais, a história de ficção foi escrita pela psicóloga e autora Rosemari Gindri com apoio do psiquiatra Marcos Estevão dos Santos Moura. O valor de R$ 15 é apenas preço de custo, e a entrega será gratuita para todo o Brasil.

É sempre bom lembrar – Sua vida importa. Tudo bem que tem vezes que a gente fica em dúvida disso mesmo, questiona se vale a pena viver num mundo em que nem ao menos sabe o que está fazendo por aqui. Mas, lembre-se, você não está sozinho, você é amado e sua vida é importante, sim. Procure ajuda, não hesite, ligue 188.

Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário