ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 

Sabor

Após lava a jato minguar, família cria lanches como “X-Fusca” e “X-Civic”

Queda no movimento de lava a jato da família inspirou lanchonete com sandubas turbinados e nomes de carros

Por Lucas Mamédio | 17/06/2021 07:26
Cliente comento um X-Lamborghini, o maior lanche da casa (Foto: Kísie Ainoã)
Cliente comento um X-Lamborghini, o maior lanche da casa (Foto: Kísie Ainoã)

Qual seu modelo preferido de automóvel?  Mobi, Up, Onix, Civic, Fusca? Calma, não é uma propaganda deliberada de carros, são apenas nomes de lanches. Isso mesmo, nomes de sandubas que viraram negócio sério para uma família na periferia da cidade.

Lá no Rita Vieira, a família dona de um lava a jato resolveu abrir uma lanchonete, a Executive Lanches, cujos sanduíches são homenageados com nomes de modelos de carros –  sejam eles mais novos ou antigos.

Tem os clássicos X-Fusca, X-Chevette, X-Opala passando pelos populares da nova geração de veículos como X-Onix, X-Mobi, X-HB20, X-Uno até os mais potentes e sofisticados, como X-BMW e o clássico X-Lamborghini, este que é preciso ter muita forma para conseguir comer.

Os nomes nasceram da relação com o lava a jato. “Com exceção de poucos, são esses os modelos que mais recebemos no lava a jato”, diz Evelyn Ester Barbosa Sanches, de 26 anos, filha do proprietário, que administra a lanchonete ao lado da madrasta.

Sandra e Evelyn em frente à fachada da Executive Lanches (Foto: Kísie Ainoã)
Sandra e Evelyn em frente à fachada da Executive Lanches (Foto: Kísie Ainoã)
Lava jato fica ao lado atrás da lanchonte, que tem cozinha anexada ao prédio do estabelecimento (Foto: Kísie Ainoã)
Lava jato fica ao lado atrás da lanchonte, que tem cozinha anexada ao prédio do estabelecimento (Foto: Kísie Ainoã)

O empreendimento é novo, tem cerca de duas semanas. Surgiu da crise causada pelo coronavírus.

“Temos o lava a jato há 4 anos, até então o movimento era bom, quando veio a pandemia deu uma queda enorme no movimento, tivemos que ficar fechados. Eu trabalhava, mas fui mandada embora, meu pai morou em Cuiabá por 10 anos. Nessa década, ele teve lanchonete lá, o que nos inspirou a abrir uma aqui”, explica Evelyn.

A lanchonete fica anexada ao lava a jato. Evelyn trabalha com a madrasta, Sandra de Jesus dos Santos, de 43 anos, que é quem faz os lanches. Os nomes de cada lanche tentam guardar alguma coerência com o modelo de carro homenageado.

Entiada e madrata tocam a lanchonete enquanto marido de Evelyn faz as entregatas (Foto: Kísie Ainoã)
Entiada e madrata tocam a lanchonete enquanto marido de Evelyn faz as entregatas (Foto: Kísie Ainoã)
X-Fusca, que recebeu esse nome pois é pequeniniho (Foto: Kísie Ainoã)
X-Fusca, que recebeu esse nome pois é pequeniniho (Foto: Kísie Ainoã)

“O X-Fusca é pequeno e vai ovo, então quando falamos do X-Egg, eu falei parece com o Fusca. Agora o X-Lamborghini  é  o maior e é o que mais saiu até agora”, diz.

Segundo Evelyn, o movimento tem surpreendido a família. “Já deu para repor o que investimos nos produtos e está sobrando um pouco ainda. Alguns até brincam falando que não tem o carro deles, então não vão comer", conta.

Os valores do lanches variam RS 6,00 a RS 20,00. O endereço e Rua Mariza Andrade Ribeiro, 1033, Bairro Rita Vieira.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário