A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

10/09/2017 07:25

Com ingredientes típicos do Cerrado, designer cria chocolates artesanais

Mariana Lopes
Chocolates levam ingredientes típicos do cerradoChocolates levam ingredientes típicos do cerrado

Como uma doce surpresa, o chocolate entrou na vida da designer Beatriz Branco, 29 anos, através de um curso sobre empreendedorismo que ela fez no final de agosto. Na prova final, cada aluno teria que desenvolver um produto que fosse possível comercializar. Foi, então, que ela teve a ideia de produzir um chocolate que nos ingredientes sobressaíssem o sabor típico do Cerrado.

Em cada barra de 150 gramas, ela coloca 60% de cacau, óleo de coco, melado de cana e leite de coco ou de baru. E o toque final é o ingrediente que diferencia o sabor dos chocolates, que são as frutas da região.

No cardápio dela há os sabores de guavira com cachaça, pequi com pimenta, castanha de baru, banana da terra e bocaiuva.

Com a massa completamente artesanal, Beatriz levou alguns dias e algumas receitas para chegar ao ponto desejado. Quando bateu o martelo no que ela considerou bom ao paladar, ainda assim não imaginou que o sucesso seria tão grande. "Eu tinha que colocar uma meta pra vender, e estipulei 50 unidades em uma semana, mas vendi isso em um dia, nem acreditei", conta Beatriz.

Como o empreendimento é novo e foi totalmente inesperado para Beatriz, por enquanto ela precisa se virar nos 30 para dar conta da demanda de encomendas. "Teve uma amiga minha que até pediu pra levar pra Espanha, porque uns amigos de lá viram no Instagram dela e pediram", explica a designer, ainda entusiasmada e surpresa com o resultado alcançado.

Além da preocupação com o sabor, Beatriz também buscou regionalizar a marca, que ela se inspirou na árvore angico para chegar ao nome Angí, bastante comum em Mato Grosso do Sul. O visual do chocolate também foge ao padrão das barras. Por ser cortada à mão, ele tem o aspecto bastante rústico, o que dá aos tabletes certa personalidade.

E assim, nasceu, de maneira repentina e ocasional, uma nova empreendedora no ramo alimentício. A ideia de Beatriz era fazer o curso para iniciar um projeto com óculos feitos à mão, mas os caminhos que a vida abriu a levaram para outro destino e lhe abriram portas para novas oportunidades, as quais ela abraçou com força e dedicação.




imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.