ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 11º

Sabor

Feira vira ponto de encontro para quem adora comida oriental

Projeto ocorre todo primeiro sábado do mês

Por Thailla Torres | 03/07/2022 09:39
A feira é resultado de um projeto que começou com um grupo de artesãs da igreja Holiness. (Foto: Thailla Torres)
A feira é resultado de um projeto que começou com um grupo de artesãs da igreja Holiness. (Foto: Thailla Torres)

O nome oficial é Feira Arte Com Missão e Parceiros, mas na segunda edição ela já é conhecida como um ponto de encontro para quem gosta da culinária oriental. O evento acontece todo primeiro sábado do mês e reúne tanto comidinhas típicas de feira quanto a culinária japonesa e até coreana.

A feira é resultado de um projeto que começou com um grupo de artesãs da igreja Holiness de Campo Grande que se reúne semanalmente para fazer artesanato. Todo recurso arrecadado é destinado para projetos sociais e obras missionárias.

Com o passar do tempo surgiu a ideia de reunir mais parceiros e aproximar a comunidade dos trabalhos realizados pelas artesãs. Foi assim que um terreno em frente a igreja agora abriga a “Feira Arte Com Missão e Parceiros”.

Kimchi, um prato típico da Coreia, mas bem apimentado.
Kimchi, um prato típico da Coreia, mas bem apimentado.

“A primeira edição teve um resultado surpreendente. Também observamos que a feira é uma chance de aproximar a comunidade dos nossos trabalhos. Sem contar que aqui as pessoas têm chance de provar muitos quitutes da culinária oriental”, destaca a pastora Rosana de Paula, que há 10 anos faz parte da comunidade religiosa.

Além de comidinhas saborosas e com preços acessíveis, tem artesanato, brechó, plantas e arte.

O diferencial, sem dúvidas, está na diversidade de pratos. Quem nunca comeu  Karê Pan (pão com karê) fica surpreso com o pão frito crocante e o recheio com toque apimentado do karê.

Participantes também vendem o tradicional sobá, o karaague (frango frito), choux cream (uma espécie de carolina japonesa), mochi (bolinho de arroz) e o bentô (mix de comida japonesa) e kimchi, um prato típico da Coreia, mas bem apimentado.

Teve ainda bolos, doces, espetinho, pastel, pão, granola, pizzas e  massas.

Choux cream (uma espécie de carolina japonesa).
Choux cream (uma espécie de carolina japonesa).

A feira tem ainda expositores de plantas e flores, como o seu Armando Itiki, de 60 anos, que é salgadeiro, mas trabalha com as plantas nas horas vagas. “É a minha terapia diária. Adoro cuidar das plantas e dos bonsais. Com o tempo os amigos foram pedindo e eu decidi comercializar”. Além dos bonsais, ele também comercializa lindos terrários.

A próxima edição da feira será realizada no dia 6 de agosto, a partir das 15h, na rua São Geraldo, esquina com a Tonico de Carvalho, em frente a igreja Holiness.

Seu Armando aproveitou a feita para vender plantas, sua maior terapia.
Seu Armando aproveitou a feita para vender plantas, sua maior terapia.

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Nos siga no Google Notícias