A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

22/06/2018 08:55

Festival de Churros começa servindo 30 sabores doces e também salgados

Evento é realizado desde quinta e vai até domingo (24), com preços que variam entre R$ 8 e R$ 30 e churros até de 4 queijos.

Willian Leite
Churros Big Cone Espanhol custa R$25 e serve até duas pessoas. (Foto: Paulo Francis) Churros Big Cone Espanhol custa R$25 e serve até duas pessoas. (Foto: Paulo Francis)

Neste fim de semana, Campo Grande tem uma festa e tanto para quem adora doces e uma tradiconal comida de rua. A 3ª edição do Festival do Churros está em turnê pelo País, chegou ontem à Capital e vai ficar até domingo na Cidade do Natal nos Altos da Avenida Afonso Pena. São muitas opções de churros doces e salgados, além de burgues de vários sabores.

No local, foi montada uma praça de alimentação com 9 food trucks. O Festival que até o ano passado oferecia apenas opções de burgues, este ano inovou e colocou também no cardápio churros doces, salgados e espanhol. São mais de 30 variedades entre lanches, sorvetes gourmet e artesanais. “Já estamos há três anos viajando pelo Brasil, vimos no food truck uma forma diferente de empreender e não paramos mais, todos os anos passamos cerca de três meses viajando, daqui vamos para Ponta Porã, depois Dourados e Três Lagoas”, explica Eduardo Lacerda, coordenador do evento.

Ele diz que até o ano passado 80% do cardápio eram de salgados, mas com o apelo feminino e infantil os empresários decidiram mudar. “Agora a criançada faz a festa por onde passamos, os pequenos podem comer os doces com preço bem acessível de R$ 8,00 a R$ 30,00”, afirma.

Food Trock parece carro de Bombeiros. (Foto: Paulo Francis) Food Trock parece carro de Bombeiros. (Foto: Paulo Francis)
Funcionários usam uniforme parecido com o dos Bombeiros. (Foto: Paulo Francis)Funcionários usam uniforme parecido com o dos Bombeiros. (Foto: Paulo Francis)

As decorações dos trailers são um detalhe a parte. Um tem formato de caminhão de Bombeiros e o outro chama atenção pelas referências ao Exército. “Moro em Jaraguá do Sul, Santa Catarina e sempre tive vontade de ser Bombeiro. Quando iniciei no truck há três anos aproveitei e realizei meu sonho. Meus funcionários tem uniforme parecido ao dos Bombeiros e meu trailer tem formato de viatura, isso chama atenção por onde passamos”, diz o chef de cozinha José Antônio de Souza Junior.

"Aprovadíssimo o sabor", é o que diz o casal Tatiana Batista e Cláudio Luiz da Costa, que conheceram o evento no dia da abertura. “Nosso filho Ely de dois anos, está adorando e nós viemos comer e fazer uma sondagem, porque temos intenção também de pegar estrada e trabalhar com eles” confessam.

A fisioterapeuta Mayarê Buisi ficou sabendo do evento por uma amiga e veio um pouco desconfiada, mas acabou aprovando o local e o sabor. “Resolvi radicalizar e peguei log de cara o churros salgado. Gostei e vou voltar para trazer meu marido”.

O pequeno Ely e os pais não perderam tempo e vieram no primeiro dia conhecer o festival. (Foto: Paulo Francis) O pequeno Ely e os pais não perderam tempo e vieram no primeiro dia conhecer o festival. (Foto: Paulo Francis)
A fila é para comer o Churros Big cone espanhol. (Foto: Paulo Francis)A fila é para comer o Churros Big cone espanhol. (Foto: Paulo Francis)

No “Mister Churros” tinha até fila. “O churros Big Cone Espanhol é nosso carro-chefe, são 10 churros com cinco coberturas doces e salgadas, uma espécie de fondue há R$ 25,00”, diz Ademar Schupel, de Curitiba no Paraná.

O casal Carolina Presato e Jacson Martins, de Santa Catarina, trabalha com massa neutra de churros, sem sal e nem açúcar, isso para não interferir no sabor do recheio. “Nosso carro-chefe custa R$ 18,00 e é recheado com chocolate Alpino e decorado com Ferrero Rocher, mas temos também o 4 queijos e cheddar com catupiry com cobertura de bacon, calabresa e salame italiano e ainda tem opcional de batata palha”, detalha o casal vai contratar 4 temporários para ajudar na montagem dos churros e no atendimento.

As lanchonetes contratam funcionários que moram aqui na Capital e, além disso, se hospedam em grupos nos hotéis da cidade. “Fiquei sabendo pelo Facebook que eles iriam contratar, como estava precisando, entrei em contato e vou trabalhar os quatro dias”, conta a estudante Stefany Pespero que mora em Campo Grande.

Além dos churros, há opções como as servidas por Fabiana de Bernardi e Anderson José Sell, que são de Rancho Queimado, na Serra Catarinense, e já participam do Festival há três anos. Eles são proprietários do “Mestre da Costela". “Desde a primeira vez que teve aqui, aceitamos vir e gostamos, somos especializados em costela. Nossos burgues são preparados a base dessa carne. São 8 horas cozinhando na churrasqueira a bafo, depois fazemos a limpeza e desfiamos tudo artesanalmente e esse é o diferencial do nosso cardápio”, informa Fabiana.

Nesta sexta-feira o atendimento começa ás 18h e vai até ás 23h. No sábado e domingo o horário é estendido e começa ás 11h da manha e fica até 23h. O trucks estão montados na Cidade do Natal, nos altos da Avenida Afonso Pena.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Churros de Ferrero Rocher custa R$18 e é o mais vendido. (Foto: Paulo Francis)Churros de Ferrero Rocher custa R$18 e é o mais vendido. (Foto: Paulo Francis)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.