ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  16    CAMPO GRANDE 21º

Sabor

Louca pela natureza, Michele serve doce de capivara, garça e tuiuiú

Empreendedora planeja vender também docinhos de tucano, onça e arara

Por Jéssica Fernandes | 17/09/2021 06:55
Curso inspirou Michele a criar doces inspirados nas espécies típicas do Estado. (Foto: Henrique Kawaminami)
Curso inspirou Michele a criar doces inspirados nas espécies típicas do Estado. (Foto: Henrique Kawaminami)

Os docinhos são tão delicados e fofos que chegam a dar dó de comer. A confeiteira Michele Rocha Amaral, 41 anos, começou a preparar as sobremesas inspiradas nos animais típicos de Mato Grosso do Sul há pouco tempo. Mesmo assim, a mulher já está fazendo sucesso no bairro onde mora, o Oliveira 3, e em outras regiões de Campo Grande.

Ainda criança, Michele preparava docinhos de leite ninho para vender na escola e também nas casas da vizinhança. Antes de começar a criar os doces temáticos de capivara, tuiuiú e garça, a profissional fazia outros inspirados em frutas como banana, laranja e melancia.

A decisão de mudar o formato e conceito dos doces ocorreu há três meses, quando a confeiteira iniciou um novo curso. “Eu comecei o curso de biscuit e decidi fazer os bichinhos do Pantanal. Por ser regional e diferente, pensei que o pessoal poderia gostar”, comenta.

Confeiteira faz doces com muito amor e dedicação. (Foto: Henrique Kawaminami)
Confeiteira faz doces com muito amor e dedicação. (Foto: Henrique Kawaminami)

Açúcar, leite condensado, corante e muito talento são os segredos da empreendedora na hora de preparar e modelar a massa dos docinhos. Animada com o negócio, ela já faz planos de começar a vender outros modelos. “Eu preciso agora ver uma técnica para poder pintar e criar as araras, onças e tucanos, porque tem a questão do corante”, explica.

Com um preço acessível, Michele vende cada unidade por R$ 3 reais. Quem quiser os docinhos temáticos com o bombom, o preço sobe para R$ 5 reais. A única coisa que ela pede, é antecedência nos pedidos para conseguir preparar tudo a tempo.

Além das mini capivaras, garças e tuiuiús, Michele planeja modelar outros animais. (Foto: Henrique Kawaminami)
Além das mini capivaras, garças e tuiuiús, Michele planeja modelar outros animais. (Foto: Henrique Kawaminami)

Paixão pela terra-  E o motivo da confeiteira ter decidido homenagear a fauna do Pantanal, é o amor que ela tem pelo Estado. “Eu gosto da minha terra, eu nasci aqui, fui criada entre os bichos como gatos, cachorros, galinhas. Eu sinto falta dessas coisas”, afirma.

Questionada se é muito cansativo criar e pintar os bichinhos doces, Michele garante que não se estressa com o trabalho. “É uma coisa que me distrai, me deixa feliz. É algo que estou criando que me deixa satisfeita”, conclui.

Aceitando encomendas de segunda à domingo, das 07:00 às 11:00. Os pedidos podem ser feitos através do número (67) 9 8111-0125.

Docinhos refletem admiração que a empreendedora tem pelo Estado. (Foto: Henrique Kawaminami)
Docinhos refletem admiração que a empreendedora tem pelo Estado. (Foto: Henrique Kawaminami)
Encomendas dos doces podem ser feitas através do WhatsApp. (Foto: Henrique Kawaminami)
Encomendas dos doces podem ser feitas através do WhatsApp. (Foto: Henrique Kawaminami)

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563. 

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário