ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  28    CAMPO GRANDE 14º

Sabor

Personal chef dá aulas em casa a quem nunca cozinhou

Por Ângela Kempfer | 29/11/2012 10:20
Miriam ensina passo a passo. (Fotos: Rodrigo Pazinato)
Miriam ensina passo a passo. (Fotos: Rodrigo Pazinato)


A aula dura três horas e até quem mal sabe fazer uma torrada com manteiga aprende a transformar o arroz em risoto.
Miriam Arazini resolveu assumir a tarefa de ensinar as pessoas a cozinhar e hoje é “personal chef”. De casa em casa, vai mostrando como fazer pratos diversos, dependendo do interesse de quem contrata os serviços. “Se me pedirem comida vietnamita, eu ensino”, garante.

Especialista em confeitaria, a moça saiu de Paranaíba para fazer a faculdade de Gastronomia em São Paulo. Voltou cheia de planos e alguns convites, mas resolveu abrir o próprio negócio.

Agora, também faz cardápios personalizados. “Vou até a casa da família, descubro o que eles gostam de comer e elaboro o cardápio até para um mês”.

Não falta disposição para a chef que descobriu como lucrar com outra ausência no mercado de Campo Grande.
“Passei a pegar pequenos eventos, porque hoje as empresas só se interessam por grandes festas. Faço reuniões de 40 pessoas e até jantar para um casal”, conta.

Para Anny a única dificuldade foi cortar a cebola.
Para Anny a única dificuldade foi cortar a cebola.

Para tirar a prova dos nove, o Lado B solicitou os serviços de Miriam para ajudar a repórter Anny Malagollini a se preparar para o casamento, previsto para 2013.

Como a nossa jornalista só sabe fazer doces, o prato escolhido foi o Risoto Caprese, chique, mas bem simples de fazer.
De partida, a aluna já começou errando. Esqueceu no mercado metade dos ingredientes. Mas com uma paciência incrível, Miriam esperou para colocar o plano de transformar Anny em um moça prendada.

Com cebola, manteiga, arroz arbóreo, caldo de legumes, tomate cereja, queijo de búfala, manjericão e vinho, a repórter enfrentou o fogão.

Em meia hora o risoto estava pronto e super cheiroso. “Achei que era muito mais complicado, mas foi super tranquilo. O mais difícil foi cortar a cebola”, comenta Anny.

Já na expectativa, metade da equipe experimentou e a aprovação foi geral. O primeiro risoto da noiva ficou perfeito.
A inexperiência dos alunos é um bom desafio para Miriam, o que parece incomodar é a relação do campo-grandense com os preços dos serviços.

As aulas, que costumam durar 3 horas, custam R$ 150,00 por aluno e a turma pode ter até 3 participantes, o que faz o valor da matrícula cair. Já o jantar personalizado sai por, no mínimo, R$ 28,00 por pessoa. “Se você for parar para ver, é mais barato que qualquer restaurante, com o charme de ser único”, comenta.

A Miriam é encantadora e atende pelo telefone 8157 8060.

E não é que o risoto ficou ótimo!!
E não é que o risoto ficou ótimo!!