ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, SEXTA  03    CAMPO GRANDE 26º

Sabor

Restaurante mexicano abre com muita carne temperada e serve do drink a sobremesa

Por Ângela Kempfer e Elverson Cardozo | 19/12/2013 06:12
Nachos com molhos salsa, sour cream e guacamole
Nachos com molhos salsa, sour cream e guacamole

O “Muchachos” assumiu o desafio de ser uma casa com a alma 100% mexicana em Campo Grande, especializada nos sabores clássicos e apimentados que recheiam tacos, burritos, quesadillas e o que há de mais famoso na gastronomia mexicana.

O restaurante, inaugurado este mês na rua José Antônio, tem os sombreros, os cactos, o repertório musical espanhol e se esforçou para inserir no cardápio de tudo um pouco, usando as tortilhas de milho ou trigo como base e, para incrementar, pimenta jalapeño, feijão temperado, muita cebola, abacate, frango, carne de porco e bovina, incluindo picanha.

Há sobremesas, drinques (com e sem álcool), hambúrguer, porções, saladas e pratos kids, com valores de R$ 7,00 a R$ 44,00.

Os proprietários são Glauber Silva, de 40 anos, e Odair Rosa Júnior, 34 anos, tio e sobrinho, ambos farmacêuticos formados.

Alguns drinques do Muchachos.
Alguns drinques do Muchachos.

Glauber passou 10 anos na Inglaterra, casou por lá, resolveu ficar e para se manter, como não sabia falar bem inglês, virou lavador de pratos em restaurante, até assumir a gerência de uma rede mexicana, a “Chiquito”. “Sempre tive a vontade de voltar e o intuito era montar um restaurante, porque eu sabia que não tinha nada nessa área aqui”, lembra.

Ele convidou o sobrinho para a sociedade e no dia 13 de dezembro os dois abriram o “Muchachos”, restaurante com capacidade para 100 pessoas, mas que de saída já reuniu 120 na inauguração.

Para os empresários, é a prova de que o campo-grandense gosta desse tipo de comida, apesar de chegar achando que é muito apimentada. “Como o recheio tem sempre muito queijo, carne de todo tipo, salada, vegetais e condimentos, o sabor é forte, mas nada exagerado”, avisa Glauber.

Para quem não quer arriscar, para o petisco há pão de alho mexicano, por R$ 8,90. Mas para os que querem experimentar mesmo, a dica do dono é pedir a porção “Grande Sombrero”, para 4 pessoas, por R$ 44,00, com um pouco de cada opção clássica. “É uma comida fresca, a gente sente o sabor de tudo”, reforça.

Cardápio foi regionalizado. (Foto: Cleber Gellio)
Cardápio foi regionalizado. (Foto: Cleber Gellio)

A culinária, na mesma onda de grandes redes de fast food, também tem o pé do outro lado da fronteira com os Estados Unidos, que ganhou o termo Tex-Mex, a fusão Texana e Mexicana na gastronomia, mas inova com uma versão regional: a “Picanha fatiada e temperada com ervas”.

Eleito o carro-chefe em Campo Grande, o prato tem o corte bovino, com cebola, pimentões coloridos temperados, tortillas de trigo, queijo, alface, salsa picante (molho de tomate com ervas), sour cream (base de iogurte natural) e guacamole, tradicional creme de abacate com condimentos. A picanha é servida na chapa, para 2 pessoas, e custa R$ 38,00.

As pimentas, por R$ 15,00. (Foto: Cleber Gellio)
As pimentas, por R$ 15,00. (Foto: Cleber Gellio)
Azeite com manga. (Foto: Cleber Gellio)
Azeite com manga. (Foto: Cleber Gellio)

Alguns pratos são pesados, como o “Patron Full”, com quase 1 quilos de costela de porco cozida e temperada com ervas ao molho barbecue, acompanhada de cebola empanada, batata frita, repolho roxo, cenoura e creme, por R$ 38,50.

Os “Huevos Rancheiros”, por R$ 38,00, têm tortilhas de trigo, queijo apimentado, creme de feijão, cebola caramelizada, bacon, linguiça calabresa, queijo derretido no forno, molho e dois ovos fritos.

Na lista de drinques, há os tradicionais como a Margarita, a R$ 16,00. Já o “Muchacho Especial” é criação da casa, por R$ 14,00, abrasileirado com cachaça, licor de pêssego e abacaxi.

E quem comer e gostar, ainda pode levar para casa alguns produtos bem mexicanos, mas produzidos no Brasil, à venda no restaurante. Nos tubinhos de 50 ml, há pimenta defumada, pimenta com goiaba ou com maracujá, por R$ 15,00. Outro sabor diferente é o “Vinagre com manga e mostarda”, ao preço de 22,00, 500 ml.

O restaurante funciona de quarta a segunda, das 17h às 23h30, na rua José Antônio, número 509.

Restaurante funciona de quarta a segunda, das 17h às 23h30, na rua José Antônio, número 509. (Foto: Cleber Gellio)
Restaurante funciona de quarta a segunda, das 17h às 23h30, na rua José Antônio, número 509. (Foto: Cleber Gellio)