ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 14º

Lado Rural

Colheita da soja avança e MS inicia o plantio do milho segunda safra

Projeções feitas pelo Siga-MS indicam que área plantada de milho será menor em relação ao ciclo passado

Por José Roberto dos Santos | 24/01/2024 13:05
Operação de plantio de milho em Mato Grosso do Sul; atraso na colheita da soja pode comprometer janela de semeadura. (Foto: Arquivo/Semadesc)
Operação de plantio de milho em Mato Grosso do Sul; atraso na colheita da soja pode comprometer janela de semeadura. (Foto: Arquivo/Semadesc)

À  medida em que a colheita da soja avança por Mato Grosso do Sul, ainda que com relativo atraso e que pode comprometer a janela de semeadura, os agricultores aproveitam o bom tempo para plantar o milho segunda safra ciclo 2024. A estimativa do Siga-MS (Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio) é que a safra seja 5,8% menor em relação ao ciclo passado (2023), atingindo a área de 2,218 milhões de hectares.

A produtividade estimada é de 86,3 sacas por hectare – a média de sacas por hectare está dentro do potencial produtivo das últimas 5 safras do Estado. Isso gera uma expectativa de produção de 11,4 milhões de toneladas, apontando retração de 14,25% quando comparada ao ciclo de 2023.

Segundo boletim do Siga, a operação de semeadura do milho está adiantada para este período. Os produtores que não conseguiram semear a soja no tempo adequado já deram início ao plantio do milho, o que contribui para essa antecipação.

Prorrogado, o prazo para o plantio da soja encerrou-se no dia 13 de janeiro. Os produtores têm até o dia 31 de janeiro para informar as áreas plantadas com a soja. A partir daí é que teremos dados concretos sobre a realidade da oleaginosa cultivada no Estado.

Janela de semeadura afetada

De acordo com o Boletim Casa Rural 543, divulgado pela Famasul (Federação da Agricultura de Mato Grosso do Sul), Aprosoja-MS (Associação dos Produtores de Soja de MS) e governo do Estado, o atraso na colheita da soja afetou a janela de semeadura do milho 2ª safra em MS. Esse atraso pode desencadear problemas na safra de milho, pois algumas regiões possuem um risco elevado ao plantar fora da melhor janela de semeadura, que se concentra entre 13 de janeiro e 10 de março.

Eventos climáticos adversos, como estiagem, geada e queda de granizo, podem ocorrer e prejudicar a cultura. Portanto, é crucial que o produtor esteja atento ao zoneamento agrícola de risco climático e verifique o histórico climático da propriedade ou região antes de iniciar a semeadura. É altamente recomendável evitar o plantio tardio no Estado, pois isso pode resultar em uma queda significativa na produtividade e um aumento nas infestações por cigarrinha, alerta o boletim.

Colheita da soja

Na data de 19 de janeiro, a área colhida de soja acompanhada pelo Projeto Siga-MS alcançou 3,2%, em média. A região centro está com a colheita mais avançada, com média de 3,7%, enquanto a região sul está com 3,4% e a região norte com 1,9% de média. A área colhida até o momento, conforme estimativas, é de aproximadamente 136 mil hectares.

Apesar de tudo, a porcentagem de área colhida na safra 2023/2024, encontra-se superior em aproximadamente 3 pontos percentuais em relação à safra 2022/2023, para a data de 19 de janeiro. As primeiras áreas que foram colhidas na região nordeste indicam uma diminuição do potencial produtivo, variando entre 10 a 15 sacas de soja por hectare.

Nos siga no Google Notícias