ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 17º

Meio Ambiente

Anvisa proíbe agrotóxico que mobilizou redes sociais por riscos à saúde humana

Carbofurano é utilizado em sementes ou no solo, em diversos alimentos consumidos pelos brasileiros; Apresentadora Bela Gil mobilizou campanha pedindo a proibição do veneno

Por Izabela Sanchez | 14/10/2017 15:09
O carbofurano (detalhe) é usado para tratar sementes ou diretamente no solo (foto: Pixabay e Internet/Reprodução)
O carbofurano (detalhe) é usado para tratar sementes ou diretamente no solo (foto: Pixabay e Internet/Reprodução)

'O veneno está na mesa' é o nome do documentário de Silvio Tendler sobre agrotóxicos. É também o alerta sobre um desses venenos, o carbofurano, durante 'campanha' da apresentadora Bela Gil, que mobilizou as redes sociais em 2016. Agora, um ano depois, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) baniu o agrotóxico, um dos pesticidas mais utilizados no país, pois concluiu que o uso do veneno traz riscos à saúde humana.

O veneno é extremamente tóxico, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Ele é espalhado nas sementes e no solo de vários produtos da mesa do brasileiro, a exemplo das hortaliças. O carbofurano é utilizado para matar uma 'praga agrícola', os nematóides.

A praga, um tipo de 'pseudoverme', ataca as raízes e a estrutura das plantas. Ao formar 'colônias', 'matam' as plantas. Apesar de ter sido banido somente agora, o alerta de engenheiros agrônomos e demais profissionais da área sobre o uso indiscriminado do produto não é recente. Extremamente tóxico, ele deteriora toda 'a vida' do solo, afirmam eles.

Apresentadora Bela Gil (Reprodução/Facebook)
Apresentadora Bela Gil (Reprodução/Facebook)

Proibição e campanha

A informação foi divulgada pelo site Agrolink. O portal explica que a Anvisa publicou resolução e todos os produtos que contenham o carbofurano são, agora, proibidos de aplicação no Brasil. A Anvisa também estabeleceu, segundo o site, um prazo de três meses para o fim da produção, importação e comercialização de agroquímicos à base deste ingrediente.

À época em que Bela Gil resolveu mobilizar as redes sociais, a Anvisa lançou consulta pública sobre a suspensão do veneno. A apresentadora é adepta de um modelo mais saudável de alimentação - consumo de produtos veganos e alimentos orgânicos -, por isso a divulgação da campanha, conforme explicou à época.

Agora, a Anvisa conclui que o agrotóxico ameaça os brasileiros, especialmente pela presença dos resíduos na água. É o que afirma na resolução, divulgada pelo portal.

"Após todas as análises realizadas, a Anvisa concluiu que o uso regular de Carbofurano resulta em níveis de resíduos em alimentos - e principalmente na água - que representam risco dietético agudo à população brasileira, de efeitos neurotóxicos, e tem potencial de causar toxicidade para o desenvolvimento de seres humanos nas condições reais de exposição, que incluem efeitos teratogênicos funcionais e comportamentais".

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário