ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEXTA  28    CAMPO GRANDE 29º

Meio Ambiente

Cadela é encontrada ensanguentada e suspeita é que tenha sido queimada com água

Polícia suspeita de que tenham jogado água fervente no animal. Pena para maus-tratos é de 2 a 5 anos de prisão

Por Mirian Machado | 07/12/2021 12:57
Cadela foi encontrada ensanguentada na noite de ontem (6). (Divulgação)
Cadela foi encontrada ensanguentada na noite de ontem (6). (Divulgação)

Uma cadela da raça blue heeler, ou boiadeiro-australiano, foi encontrada ensanguentada e bastante machucada na noite de ontem (6), no pátio de uma rádio em Rochedo, cidade a 83 km de Campo Grande. A suspeita é de que alguém tenha jogado água fervente no animal, já que havia ferimento aparentemente de queimadura na pelagem.

A polícia juntamente de um responsável da ONG Anjos de Rochedo foram ao local e verificaram as lesões. "Demos água e ela tomou bastante. Depois, levamos a um veterinário", afirmou o delegado titular de Rochedo, Roberto Faria.

Pelagem queimada possivelmente por água fervente. (Divulgação)
Pelagem queimada possivelmente por água fervente. (Divulgação)

Devido à gravidade dos ferimentos, a cadela que é de médio porte e aparente ter cerca de 4 anos de idade, foi trazida para Campo Grande. Faria pediu ajuda à Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) para auxiliar na busca de uma clínica na Capital para atender o animal.

Segundo o delegado, a suspeita é de que tenham jogado água fervente na cadela. "Vamos investigar e caso constatado o crime de maus-tratos, a pena é de dois a cinco anos de prisão conforme a Lei Sansão", explicou. O Projeto de Lei nº 1.095/2019 se transformou na Lei Federal nº 14.064/2020 (Lei Sansão). A ação foi uma alteração da Lei de Crimes Ambientais, que agora, inclui um capítulo sobre cães e gatos.

Faria ainda reclama da quantidade de animais abandonados pela cidade, principalmente, na rodovia MS-080. Na entrada da cidade, por exemplo, até uma placa alertando sobre abandono de animais e alertando que a pena para o crime foi instalada. "Só esse ano, já resgatamos 8, fora os que não encontramos mais quando chegamos lá ou os que morreram atropelados", disse.

A cadela foi encaminhada e está recebendo atendimento em uma clínica na Avenida Fábio Zahran, em Campo Grande.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário