ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  03    CAMPO GRANDE 19º

Meio Ambiente

Em uma semana, dez caçadores são presos na região de Costa Rica

Por Angela Kempfer | 16/06/2011 14:32
Armadilha de ferro encontrada na fazenda. (Divulgação PMA)
Armadilha de ferro encontrada na fazenda. (Divulgação PMA)

Policiais Militares Ambientais de Costa Rica prenderam 2 caçadores na região ontem pela manhã, na fazenda Bela Vista, entre o município e Figueirão.

A PMA recebeu denúncia de que um tratorista e o proprietário da área recebiam grupos de amigos para caça. Em uma semana, 10 caçadores já foram presos na região.

Ontem, o funcionário Giovani Pádua FOI autuado por ter 2 revólveres calibre 38 em casa. Ele estava com Mário Sérgio dos Santos e admitiu a caça.

Os dois mostraram dentro da reserva da fazenda 1 armadilha de ferro e 1 espera, tipo giral, em cima de uma árvore. Eles disseram também o proprietário, Nicolau Quintino Bento, é um dos caçadores.

Na sede da fazenda, foi encontrada 1 espingarda tipo carabina calibre 38 com 8 munições deflagradas do mesmo calibre, 193 cartuchos calibre 12, marca CBC todos intactos, 111 cartuchos calibre 20 todos intactos marca CBC, 3 cartuchos calibre 20 deflagrados, 1 cinturão tipo baleiro de couro com coldre e até 1 esqueleto de cabeça de animal da espécie veado.

Outro denunciado, Claudinilson Madureira, foi procurado pela PMA, mas os policiais não encontraram armas com ele.

Giovani e Mário confessaram que há 2 semanas usaram a armadilha para capturar animais, com a ajuda dos outros dois acusados.

No local, chegaram a depositar milho e sal para atrair, capturar e matar os animais silvestres.

O dono da fazenda foi multado em R$ 500,00 pelo abate do animal, que foi encontrado o esqueleto.