ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  12    CAMPO GRANDE 11º

Meio Ambiente

Falta de navegabilidade já impacta combate ao fogo no Pantanal

Equipes ficaram impossibilitadas de acessar área pelo rio em região próxima ao Porto da Manga

Por Gabriela Couto | 19/06/2024 12:53
Imagem aérea de foco de incêndio em região próxima a um dos braços do Rio Paraguai (Foto: CBBMS)
Imagem aérea de foco de incêndio em região próxima a um dos braços do Rio Paraguai (Foto: CBBMS)

Equipes que estão em campo atuando contra o avanço dos incêndios florestais no Pantanal estão enfrentando desafios extras na já difícil logística imposta pelo bioma. O Rio Paraguai está abaixo do nível registrado nos últimos sete anos, para este mesmo período.

Por conta disso, há pontos em que não há navegabilidade e outros que é possível até atravessar o leito andando. Nesta semana, o combate de um foco na região próxima ao Porto da Manga, teve que ser suspenso.

Quando o fogo avançou para região do Porto Formigueiro, a guarnição não conseguiu acessar o incêndio por falta de navegabilidade. Também não havia acesso por terra.

Brigadistas do Prevfogo do Ibama, chegando na região da APA (Área de Proteção Ambiental) Baía Negra (Foto: Prevfogo)
Brigadistas do Prevfogo do Ibama, chegando na região da APA (Área de Proteção Ambiental) Baía Negra (Foto: Prevfogo)

"O foco ultrapassou a Estrada Parque e estava seguindo rumo ao Rio Miranda. A equipe em solo tentou interceptar e extinguir antes de chegar na BR-262", explicou a tenente-coronel Tatiane Inoue, diretora de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros Militar, responsável pelo monitoramento e ações de combate aos incêndios florestais no Estado.

A informação é que houve mudança dos ventos e o fogo está em outra área, de difícil acesso para combate e longe da rodovia.

A ANA (Agência Nacional de Águas) decretou situação de escassez hídrica na região hidrográfica do Paraguai, válido até 31 de outubro de 2024. A resolução levou em conta os boletins do serviço geológico, que identificou índices mínimos dos níveis dos rios.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias