ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  14    CAMPO GRANDE 21º

Meio Ambiente

Fazendeiro é multado em R$ 10 mil por causar erosões e assoreamento de córrego

Por Adriano Fernandes | 31/05/2020 21:10
Vista aérea do local degradado. (Foto: PMA)
Vista aérea do local degradado. (Foto: PMA)

Um fazendeiro, de 66 anos, foi multado em R$ 10 mil por degradação de áreas de mata protegida e o assoreamento de córregos em sua propriedade na área rural de Campo Grande.

Conforme a PMA (Polícia Militar Ambiental) o infrator , residente em Itapagipe (MG), realizou a mudança de uso do solo com remoção da vegetação em uma área de morros e não tomou as medidas de conservação adequadas.

Até havia algumas curvas de níveis e bacias de contenção, mas realizadas para tentar conter as erosões já existentes. A remoção da vegetação, bem como o pisoteio de animais causaram algumas voçorocas, que estavam assoreando o córrego Cedro e alguns de seus afluentes.

As intervenções de recuperação, como as curvas de níveis e bacias de contenção das erosões realizadas para a minimização dos problemas não resistiram as chuvas e acabaram contribuindo ainda mais com o assoreamento dos cursos d’água.

O proprietário rural foi notificado a apresentar um Prada (Plano de Recuperação de Área Degradada e Alterada), junto ao órgão ambiental estadual. Ele também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 10 mil e poderá responder por crime ambiental que tem pena de prisão de um a três anos.