ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 24º

Meio Ambiente

Lixeiras ecológicas feitas com pneus são instaladas na Orla Morena

Por Luciana Brazil | 28/06/2012 20:26
Wilson demonstra como ficou fácil a retirada dos sacos de lixo. (Foto:Pedro Peralta)
Wilson demonstra como ficou fácil a retirada dos sacos de lixo. (Foto:Pedro Peralta)

Feitas de concreto e borracha, 15 lixeiras ecológicas foram instaladas na noite de hoje, na Orla Morena, em Campo Grande. Com mais de 80 kg e com capacidade para 100 litros, as lixeiras são fruto de uma parceria que deu certo.

De acordo com o presidente da Associação dos Amigos da Orla, Ricardo Sanches Oliveira, a intenção é colocar, de forma gradativa, um número ainda maior de lixeiras no local.

O prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) e o secretário da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Marcos Cristaldo, estiveram presentes durante a implantação das lixeiras.

Elas fazem parte da continuidade da política de resíduos sólidos em Campo Grande, onde também estão a coleta seletiva e a educação ambiental.

A parceria entre a Semadur, a empresa Ecopneu e a Wartes Publicidade MS, resultou na ação, que tem o propósito de expandir os locais de instalação. A prefeitura fez a compra das lixeiras.

A iniciativa da fabricação teve início com o estudo feito pala UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) em conjunto com a empresa Ecopneu, que faz a destinação ecologicamente correta dos pneus inservíveis.

Prefeito e o secretário Cristaldo participam da instalação das lixeiras. (Foto:David Majela)
Prefeito e o secretário Cristaldo participam da instalação das lixeiras. (Foto:David Majela)

“Nós fazemos a trituração desse material, parte vira combustível, outra parte vira brita e outra vira aço (sucata)”, explicou o gerente de produção da empresa, Maurício Virgili Mendes.

Colocando em prática o projeto, a empresa Wartes Publicidade, que trabalha com artefatos de cimento e fabricação de bancos de concreto, deu vida, ao que hoje, serve como incentivo à população.

“A depredação é muito mais difícil de acontecer nessa lixeira. E desta forma estamos dando vida ao projeto ‘Cidade limpa’ da prefeitura”, lembrou o proprietário da Wartes Publicidade, Wilson Campos. Ele lembra ainda que o processo de retirada dos sacos de lixo ficou mais acessível para os lixeiros.

“Esse projeto é um dos maiores benefícios que estamos recebendo. Estávamos com defasagem de lixeiras e, além disso, deve incentivar as pessoas a jogar o lixo no local correto”, disse Ricardo.

As lixeiras são produzidas a partir do composto extraído da borracha de pneus. A prefeitura vai produzir mais 100 lixeiras que serão instaladas até o fim do ano.

Segundo o presidente Ricardo, as lixeiras antigas serão substituídas, quebradas ou não.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário