ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 18º

Meio Ambiente

Onça que fugiu do Cras volta para se alimentar e é capturada

Por Fernanda França | 28/12/2010 09:18
Onça já esta na sede do CRAS, em Campo Grande. (Foto João Garrigó)
Onça já esta na sede do CRAS, em Campo Grande. (Foto João Garrigó)

A onça que escapou do Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) no dia 29 de outubro deste ano foi recapturada nesta madrugada pela PMA (Polícia Militar Ambiental).

Ela caiu em uma armadilha montada dentro do próprio Cras. Os policiais e ambientalistas que trabalhavam no resgate da onça já imaginavam que ela pudesse retornar ao local para se alimentar.

“Ela tinha proximidade com o tratador e a gente já imaginava que uma hora ou outra ela iria voltar. Antes, tinha muita gente no local, e isso afastava a onça, mas com a redução do movimento, ela apareceu”, detalhou o comandante da PMA, major Carlos Sebastião Matoso Braga.

A armadilha foi montada depois que policiais ambientais detectaram vestígios de pegadas nas proximidades do Cras.

Segundo o comandante da PMA, a onça está “bonita e gordinha” e será avaliada pelos veterinários do Centro de Reabilitação.

Ainda de acordo com Matoso, o espaço em que a onça ficava será readaptado para que novos incidentes não ocorram. Ela fugiu por um buraco na tela da jaula feito por uma anta.

Busca

Buscas intensivas pela onça duraram cerca de 12 dias na reserva do Parque dos Poderes e em propriedades rurais.

Na época, foi feito mapeamento da área e os policiais desenvolveram ainda buscas noturnas, com equipamentos específicos, binóculos e uma câmera filmadora com sensor de calor.

A PMA chegou a cogitar que a onça não estava mais na região, mas espalhou armadilhas para o caso de um retorno do animal.