ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 20º

Meio Ambiente

Para transformar em postes, fazendeiro derruba 18 árvores sem autorização

Por Renata Volpe Haddad | 08/01/2016 14:07
PMA encontrou 18 árvores de madeira de lei derrubadas. (Foto: Divulgação)
PMA encontrou 18 árvores de madeira de lei derrubadas. (Foto: Divulgação)

Policiais Militares Ambientais encontraram 18 árvores derrubadas de madeira de lei e outras espécies, sem autorização do órgão ambiental. Crime comum, o fazendeiro de 64 anos, que fez postes com a madeira, foi autuado e multado na noite de ontem (7) em São Gabriel do Oeste, distante 140 km de Campo Grande.

Na fazenda do infrator, a PMA encontrou derrubadas, sete árvores da espécie Aroeira (espécie protegida por lei), sete árvores da espécie Cumbaru, duas árvores da espécie Angico, uma árvore da espécie Piúva e uma da espécie Amoreira, sem autorização ambiental.

A espécie vegetal aroeira é protegida por lei. A portaria 83-N de 1991 do Ibama proíbe o corte da aroeira e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.

As árvores exploradas foram transformadas em postes para cerca, sendo apreendidos 31 postes de aroeira; 81 postes de angico; 17 postes de cumbaru; 13 postes de piúva e 13 postes de amoreira, totalizando 155 unidades de postes.

O fazendeiro que reside em Campo Grande, foi autuado administrativamente e multado em R$ 6,8 mil e também vai responder por crime ambiental. A pena é de um a dois anos de reclusão.

A PMA alerta que os proprietários rurais podem aproveitar até 20 m³ de madeira desviltalizada em sua propriedade. É só fazer um requerimento junto ao Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário