ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 21º

Meio Ambiente

Pescador é preso em flagrante por caça, após polícia encontrar pele de jacaré

O homem de 47 anos confessou ter abatido o animal e foi autuado em R$ 5 mil

Por Tainá Jara | 04/07/2020 14:18
Pia estava suja de sangue do jacaré abatido (Foto: Divulgação/PMA)
Pia estava suja de sangue do jacaré abatido (Foto: Divulgação/PMA)

Homem de 47 anos foi preso em flagrante, na manhã deste sábado, no município de Paraíso das Águas, distante 996 quilômetros de Campo Grande, por abater um jacaré, durante pescaria. Equipe da PMA (Polícia Militar Ambiental), de Costa Rica, encontrou sangue em barco, na pia da cozinha e a pele do animal escondida em meio a uma vegetação.

Os policiais fiscalizavam os ranchos de pesca às margens e o rio Sucuriú e encontraram em um pesqueiro, localizado em uma fazenda, vários vestígios de abate de animal.

Funcionário da fazenda, de 47 anos, morador na cidade de Paraíso das Águas, pescava na região, e assumiu a responsabilidade pelo crime. O jacaré foi morto com uma faca, durante pescaria da madrugada.

Ele afirmou que tratava-se de um animal pequeno e que havia consumido toda a carne, porém, a equipe calcula que alguém levara parte da carne do animal. Um barco, um motor de popa, o couro e ossos do jacaré, bem como 11 anzóis de galho (petrechos proibidos para a pesca), encontrados na embarcação, foram apreendidos.

O infrator recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a delegacia de polícia civil de Paraíso das Águas para responder pelo crime. A pena prevista é de 6 meses a um ano de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 5 mil.