A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

21/09/2019 10:09

Reforço do DF inicia combate a fogo no Refúgio Caiman e em Rio Negro

Os 34 bombeiros, especialistas em incêndios florestais, foram divididos em 4 equipes

Fernanda Palheta
Os militares deixaram o quartel de Aquidauana na manhã deste sábado (21) (Foto: Divulgação/ Corpo de Bombeiros)Os militares deixaram o quartel de Aquidauana na manhã deste sábado (21) (Foto: Divulgação/ Corpo de Bombeiros)

Divididos em quatro equipes, os 34 bombeiros do Distrito Federal, especialistas em incêndios florestais, estão a caminho dos dois principais focos de incêndios da região do Pantanal: Rio Negro e o Refúgio Ecológico Caiman.

Os militares deixaram o quartel de Aquidauana, cidade a 135 quilômetros de Campo Grande, onde os trabalhos estão concentrados, na manhã deste sábado (21), por volta de 7h30.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul, além do reforço das duas equipes, a aeronave Air Tractor, modelo AT-802F, com capacidade 3.100 litros de água e autonomia de quatro horas de trabalho chegou ao refúgio na noite de ontem (20).

Os 34 homens e a aeronave de Brasília vão ficar na região até quando for necessário (Foto: Divulgação/ Corpo de Bombeiros)Os 34 homens e a aeronave de Brasília vão ficar na região até quando for necessário (Foto: Divulgação/ Corpo de Bombeiros)

De acordo os militares, a situação mais crítica enfrentada na região do Pantanal é no Refúgio Ecológico Caiman, onde mais da metade da área foi queimada.

As outras duas equipes de reforço do Distrito Federal seguiram para Rio Negro, no Pantanal. Conforme o Corpo de Bombeiro, no local de há muitos focos de incêndio e o vento é um fato que dificulta o controle porque propaga o fogo rapidamente.

O reforço com 34 homens e uma aeronave de Brasília vai ficar na região até quando for necessário, sem data para ir embora.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions