ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  27    CAMPO GRANDE 29º

Meio Ambiente

Seca não da trégua e Campo Grande deve ficar mais de 30 dias sem chuva

Não há expectativa de chuva significativa para Mato Grosso do Sul até 16 de agosto, conforme os institutos de meteorologia

Por Viviane Oliveira | 03/08/2020 11:19
Sol com céu colorido brilha forte em área rural Campo Grande (Foto: Paulo Francis) 
Sol com céu colorido brilha forte em área rural Campo Grande (Foto: Paulo Francis)

Campo Grande chega nesta segunda-feira (3) a 20 dias sem chuva, com umidade relativa do ar abaixo de 20% no período da tarde. Segundo a previsão, a seca é comum para o período e deve durar até a segunda quinzena deste mês. Há expectativa de chuva significativa para Mato Grosso do Sul apenas a partir de 16 de agosto. Até lá, serão 32 dias sem chuva significativa na Capital.

Segundo o meteorologista da Uniderp/Anhnaguera, Natálio Abrahão, também sofrem com a estiagem as cidades de Água Clara (30 dias), Amambai (26 dias), Angélica (33 dias), Cassilândia (37 dias), Corumbá (39 dias) e Ponta Porã (21 dias). A previsão para os próximos dias no Estado é de céu parcialmente nublado em todas as regiões de Mato Grosso do Sul.

Em alguns municípios, a umidade relativa do ar ficará baixa à tarde em estado de alerta à saúde com índices beirando os 15%.  O ideal, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) é de 60%.  Os dias serão com vento fraco a moderado em todas as regiões. As temperaturas em MS poderão variar entre 13ºC a 35°C .

Imagem da região do Bairro Moradia do Sol, na saída para São Paulo (Foto: Kisie Aionã) 
Imagem da região do Bairro Moradia do Sol, na saída para São Paulo (Foto: Kisie Aionã)

O período será com grande amplitude térmica (diferença entre a temperatura máxima e mínima registradas no mesmo dia), ou seja, madrugadas frias e dias quentes com sol brilhando forte. Segundo dados de climatologia do Instituto Nacional de Meteorologia, o esperado de chuva para Estado durante o mês varia entre 25 a 75 milímetros com os maiores acumulados se concentrando na parte centro-sul do Estado.

Segundo a previsão, as chuvas poderão se concentrar mais nas regiões sul, sudoeste (Jardim, Dourados, Ivinhema), central (Sonora, Coxim, Campo Grande), leste (Chapadão do Sul, Três Lagoas, Bataguassu) e do Bolsão (Água Clara, Aparecida do Taboado, Três Lagoas, Paranaíba) com precipitação acima da média de forma significativa. As demais áreas, espera-se chuva dentro da normalidade ou abaixo do esperado para o mês.

A região mais quente será a Pantaneira (Corumbá, Miranda, Aquidauana, Porto Murtinho) com valor máximo de 35°C. As cidades que fazem parte do bolsão, poderão apresentar temperaturas abaixo da média esperada em até 1,0°C a menos. As informações são do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) e do Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul).

As manhãs serão frias e o dias quentes, segundo os institutos de meteorologia (Foto: Paulo Francis) 
As manhãs serão frias e o dias quentes, segundo os institutos de meteorologia (Foto: Paulo Francis)


Regras de comentário