A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

02/05/2018 14:31

Semadur usa equipamento de R$ 200 mil para monitorar saúde das árvores

Espécie examinada já passou por uma cirurgia no tronco há quase dez anos para corrigir necrose

Gabriel Neris e Kleber Clajus
Fiscais avaliam situação de árvore localizada na Rua da Paz com a Rio Grande do Sul (Foto: Paulo Francis)Fiscais avaliam situação de árvore localizada na Rua da Paz com a Rio Grande do Sul (Foto: Paulo Francis)

Fiscais da Semadur (Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Gestão Urbana) estão passando por treinamento e avaliando a situação das árvores de Campo Grande. A ação começou nesta quarta-feira (2) com a observação de uma timbauva, ou orelha de onça, no cruzamento das ruas da Paz e Rio Grande do Sul, no Jardim dos Estados.

Sensores foram montados em volta da árvore pelos fiscais de Áreas Verdes e Arborização. Os equipamentos foram comprados ao custo de R$ 200 mil por meio de compensação ambiental para avaliar a vitalidade das árvores e eventuais riscos que possam oferecer.

No caso desta árvore foi diagnosticada uma necrose embaixo dela, motivando que o treinamento começasse exatamente por esta espécie. Um software foi trazido da Alemanha. Os sensores são instalados no tronco da árvore para verificar a propagação de ondas. Quanto maior a propagação, mais sadio o tronco está. Caso contrário, a árvore precisará de cuidados.

A média para apresentar caso de risco gira em torno de 35%. A timbauva examinada pelos fiscais apontava 52% e outros testes devem ser realizados para definir qual será a melhor forma para a árvore no local.

De acordo com o gerente de Fiscalização de Áreas Verdes e Arborização, Orsival Júnior, esta é a primeira avaliação de árvores e isso inclui outras 100 espécies espalhadas pela cidade. “Essa é uma avaliação precisa para determinar a necessidade do tratamento e se árvore conseguirá sobreviver”.

A prefeitura adquiriu um um tomógrafo e um resistógrafo para o trabalho. Esta árvore examinada já passou por uma cirurgia no tronco há quase dez anos para corrigir uma necrose. Geralmente os sinais de que a árvore enfrenta algum tipo de problema começam por baixo. A análise de cada árvore é feita de uma a duas horas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions