ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 18º

Meio Ambiente

Vazão de hidrelétrica é reduzida preventivamente contra escassez hídrica

Oitenta porcento do lago da usina de Porto Primavera fica em Mato Grosso do Sul

Por Liana Feitosa | 17/05/2022 14:16
Usina Porto Primavera, em Batayporã, faz teste para reduzir vazão no Rio Paraná. (Foto: Cesp)
Usina Porto Primavera, em Batayporã, faz teste para reduzir vazão no Rio Paraná. (Foto: Cesp)

A partir de hoje (17), a UHE (Usina Hidrelétrica) de Porto Primavera, que fica no Rio Paraná na altura do município de Batayporã, distante 310 quilômetros de Campo Grande, vai reduzir sua vazão mínima; 80% do lago da usina fica em Mato Grosso do Sul. A redução é feita como prevenção contra escassez hídrica.

De acordo com a Cesp (Companhia Energética de São Paulo), a medida “tem fundamento no cenário incerto de afluências e de carga para os próximos meses” e também o objetivo de ajudar na preservação dos estoques de água acumulados na bacia hidrográfica.

A diminuição da vazão é uma determinação do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) e do Ministério de Minas e Energia, e faz parte de medidas de segurança da operação eletroenergética devido ao período de estiagem.

O processo de redução de vazão inclui um plano de trabalho aprovado e acompanhado pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Esse organograma tem diretrizes que regulam o processo de monitoramento ambiental ao longo do Rio Paraná, nos trechos compreendidos entre a jusante da usina Porto Primavera e a foz do Rio Ivinhema.

Atendimento - A Cesp disponibiliza canais para esclarecimentos ao público: inform@cesp.com.br ou pelo WhatsApp (11) 93032-6699, além do canal Diálogo Aberto de atendimento à comunidade do entorno da UHE Porto Primavera.

Nos siga no Google Notícias