A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017

20/04/2016 12:57

Assembleia irá conceder reajuste escalonado de 11,09% aos servidores

Leonardo Rocha
Mochi fez a leitura da proposta em plenário, deve ser votada na semana que vem (Foto: Assessoria/ALMS)Mochi fez a leitura da proposta em plenário, deve ser votada na semana que vem (Foto: Assessoria/ALMS)

A Assembleia Legislativa irá conceder reajuste escalonado de 11,09% aos servidores, além de propor um aumento no auxílio transporte, pagando quatro passes por dia, para cada funcionário. Os integrantes da Mesa Diretora entraram em acordo com o sindicato. A proposta foi lida hoje (20), em plenário, e deve ser votada na semana que vem.

O reajuste será retroativo ao dia 1° de abril em 5,55%, depois a segunda parcela será paga apenas no dia 1° de outubro, com mais 5,54%, chegando então aos 11,09%, que se trata da reposição da inflação, seguindo os dados do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

A justificativa para este escalonamento será o respeito ao limite prudencial, em relação a folha de pagamento, assim como a situação financeira do País e de Mato Grosso do Sul. O auxílio transporte sobe de R$ 123,00 para R$ 143,00, sendo devidamente corrigido, se houver aumento na tarifa.

Sobre o pedido de aumento no auxílio alimentação, fixado hoje em R$ 100,00, ainda vai se fazer um estudo, com possível revisão para o segundo semestre, já que neste caso teria que se fazer uma alteração na legislação da Casa de Leis. Houve várias reuniões entre a Mesa Diretora e o Sisalms (Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa de MS), antes de fechar o acordo.

O presidente do Sisalms, Naylor Vargas, explicou que o pagamento escalonado vai ocorrer em função do quadro econômico nacional e estadual. "A situação financeira prevaleu, também ponderou que com o reajuste, já se faz a correção na tabela dos servidores". Ele ponderou que a maioria dos pedidos feitos pelo sindicato, foi atendido e outros ficarão para estudo.

PMDB retoma processo para mudar nome e voltar a se chamar MDB
A direção do PMDB retomou um processo interno para mudar o nome da legenda para MDB (Movimento Democrático Brasileiro), abandonando a denominação de ...
Reinaldo diz que corte de gastos do Governo Federal é preocupante
O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), admitiu, nesta quarta-feira, 16, preocupação sobre os reflexos do pacote de medidas do ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions