A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

27/08/2015 10:41

“Não guardo mágoa de ninguém”, diz Bernal em visita a vereadores

Aline dos Santos e Leonardo Rocha
Bernal voltou à Câmara com discurso conciliatório. (Foto: Fernando Antunes)Bernal voltou à Câmara com discurso conciliatório. (Foto: Fernando Antunes)

O prefeito Alcides Bernal (PP) foi hoje a Câmara Municipal de Campo Grande num sinal que quer diálogo com o Poder Legislativo, responsável pela cassação do seu mandato em março de 2014. “Não guardo mágoa de ninguém e acredito nas instituições”, afirma Bernal.

Gravações da operação Lama Asfáltica, realizada pela PF (Polícia Federal), apontam que empresários, descontentes com a gestão do então prefeito, “patrocinaram” a cassação por meio de compra de voto dos vereadores. As denúncias são investigadas pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), que no dia 25 deflagrou a operação Coffee Break.

Ele voltou a repetir um discurso marcado por palavras como paz, pacto pela cidade e respeito. O tom conciliatório tem marcado as declarações de Bernal, que obteve autorização da Justiça na última terça-feira para retomar ao cargo.

“Vim conversar com os vereadores para superar a crise da cidade. Já perdemos vidas na saúde. Em em relação à investigação do Gaeco, cabe às autoridades investigar”, diz Bernal.

Questionado se pode nomear um vereador como secretário de Governo, numa estratégia para estreitar os laços com a Câmara, ele afirma que a possibilidade deve ser avaliada. Porém, logo em seguida, emendou: “Mas o Legislativo é para legislar e o Poder Executivo para administrar. Um não pode interferir no outro”, salienta.

Sobre a tumultuada relação com a Câmara na primeira etapa do seu mandato, Bernal disse que foi vítima de calúnia. Ontem, o prefeito se reuniu com 12 vereadores.

Bernal vai a Câmara Municipal para primeira conversa com vereadores
O vereador Paulo Pedra (PDT), possível líder do novo prefeito, disse que o Alcides Bernal (PP) deve chegar a Câmara Municipal a qualquer momento para...
Planalto vai retirar cargos de cerca de 40 deputados que votaram contra Temer
O presidente Michel Temer deve começar a punir nas próximas semanas cerca de 40 deputados da base aliada que votaram a favor da denúncia apresentada ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions