A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/10/2012 11:15

"Vamos resolver a Saúde com a população", afirma Edson Giroto

Fabiano Arruda
Candidato Edson Giroto concede entrevista ao Campo Grande News. (Foto: Rodrigo Pazinato)Candidato Edson Giroto concede entrevista ao Campo Grande News. (Foto: Rodrigo Pazinato)

“Não vou resolver a Saúde só contratando médico. Vamos resolver a Saúde com a população”, afirmou o candidato do PMDB à Prefeitura de Campo Grande, Edson Giroto, ao falar sobre suas propostas para a saúde pública em entrevista concedida ao Campo Grande News, a sete dias da votação.

Ainda dentro de um dos temas mais criticados durante a campanha para prefeito da Capital, Giroto afirmou ser fundamental a contratação de mais profissionais, além da parte estrutural do atendimento. Para ele, o Hospital do Trauma é necessidade diante do crescimento da cidade.

Ao abordar assuntos relacionados ao trânsito, o peemedebista defendeu a importância das intervenções previstas no PAC Mobilidade Urbana, bem como outras intervenções que considera emergenciais. “São 2,5 mil quadras para fazer recapeamento“, pontuou.

Giroto destacou ainda a vantagem de contar com base de sustentação, caso eleito, na Câmara de Vereadores e Assembleia Legislativa.

O candidato do PMDB também falou das ações que considera primordiais na educação e enalteceu o projeto que trata como um dos diferenciais de sua campanha, o Coração de Mãe.

“São centros de atendimento às crianças para tirá-las das ruas e integrar com o ensino da Prefeitura; serão 35 mil crianças no Coração de Mãe”.

Entrevista O Campo Grande News tentou agendar entrevista com o candidato Alcides Bernal, do PP. Desde quarta-feira da semana passada nossa equipe procurou, todos os dias, o candidato e representantes de sua assessoria de imprensa, porém, não conseguiu marcar uma conversa.

A assessoria de imprensa informou ao jornal, nesta manhã, que não conseguiu espaço na agenda de Bernal, tomada por conta de compromissos de campanha. O Campo Grande News definiu como prazo esta segunda-feira a publicação da entrevista, por conta da proximidade com a eleição. 

Esta é a terceira entrevista que o jornal faz com os candidatos nestas eleições, como forma de ajudar o eleitor a decidir seu voto no domingo, quando Campo Grande tem sua primeira eleição em dois turnos desde 1996.

 

Veja abaixo a conversa com Edson Giroto.

Vamos resolver a Saúde com a população, afirma Edson Giroto

Em relação à Saúde, um dos pontos mais criticados nessa campanha, qual é o eixo central que marca suas propostas para o setor?

Tenho dito que quero ser reconhecido como o prefeito da Saúde, porque é um problema nacional e que aflige Campo Grande também. Por isso vamos ter um tratamento especial. É prioridade para mim. E eu não vou resolver a Saúde só contratando médico. Vamos resolver a Saúde com a população. Com quem precisa para me ajudar a resolver. Para isso tem que valorizar o servidor através de remuneração justa, de contratação de mais profissionais, não só os médicos, mas todos os profissionais que forem necessários. Fazer uma capacitação, treinamento. Através do plano de carreira e remuneração, que eles tenham como passar de um posto a outro e ir vencendo as adversidades. Fazer com que a população saiba que estaremos do lado deles, dando a humanização no atendimento. Vamos monitorar as recepções por meio de câmeras para filmar o atendimento e dirimir qualquer conflito. A cura não se faz só por meio do medicamento, mas do bom atendimento.

Em relação à estrutura da Saúde, qual a concepção do candidato sobre questões como a Santa Casa, Hospital do Trauma, por exemplo.

Em 2005, a Santa Casa estava com corrente e cadeado. Todos os servidores em greve, é que nós esquecemos. A Prefeitura teve que tomar medidas para reabri-la e implantou um processo para melhor administrá-la. E está praticamente em fase final para mudar a maneira administrativa de associação para fundação, instituída pela sociedade, que vai gerir e administrar; com o Estado, o Município, o MPE (Ministério Público Estadual). Então estamos fazendo com que todo o processo de atendimento vá em busca de um único objetivo: o cidadão.

O Hospital do Trauma é importantíssimo, porque aumentou muito o traumatizado em Campo Grande em virtude do crescimento da cidade. O número de UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família e UPA (Unidade de Pronto Atendimento) aumentou, mas ainda é pouco.  

 

Vamos resolver a Saúde com a população, afirma Edson Giroto

Quais os principais desafios de Campo Grande para os setores de transporte e trânsito?

Campo Grande nos últimos dez anos perdeu clientes no transporte público. As pessoas passaram a ter uma condição de salário maior e passaram a comprar seu veículo ou sua moto. Com isso perdemos a capacidade de melhorar o serviço e baixar a tarifa ou manter a tarifa mais baixa.

No PAC (Mobilidade Urbana) existe um financiamento público para a mobilidade, que é transporte público, melhorar as vias, o transporte público, tornando-o mais atrativo para aquele que utiliza o transporte se sinta mais confortável e seu tempo de percurso diminua. A Prefeitura fez um projeto, nós ajudamos a defender no Ministério das Cidades. Como relator do Orçamento no ano passado, defendi investimentos em transporte público no Brasil inteiro e, claro, para Mato Grosso do Sul e Campo Grande, que tem, de fato, o enquadramento e a necessidade de fazer investimento para melhorar o transporte público.

Com isso, nessa defesa, Campo Grande foi a primeira cidade brasileira a conseguir a liberação de recursos para a mobilidade urbana, cidades entre 700 a 1 milhão de habitantes, fora das sub-sedes da Copa, a garantir investimentos para um transporte público de qualidade, que são os corredores exclusivos de ônibus. Cada quilômetro de um metrô custa R$ 200 milhões. O metrô de superfície, que o candidato opositor, que meu concorrente diz que vai fazer, eu digo que não vai fazer. Porque o metrô de superfície custa de R$ 40 a R$ 50 milhões, o quilômetro. E o que já está aprovado (corredores exclusivos, no PAC Mobilidade), custa R$ 5 milhões e transporte do mesmo o jeito o passageiro, com o mesmo tempo de percurso e com a mesma qualidade.

Outras intervenções são apontadas como necessárias para a Capital, como viadutos. Além dessas, quais as obras urgentes que o trânsito precisa receber?

Dentro do projeto do PAC estão aprovadas algumas obras para dar agilidade ao trânsito, como o viaduto na saída para São Paulo. Estamos envolvidos no projeto para que ele não seja apenas uma ponte, mas uma obra de arte para que ela não agrida visualmente a cidade. Aí temos outras obras: melhorar a qualidade das vias urbanas, através de recapeamento; a sinalização tem de ser eficiente com semáforos inteligentes para que eles mesmos possam comandar, através de sinais de pulso e câmeras de monitoramento para abrir o sinal dependendo do fluxo de veículos maior ou menor; temos que fazer os pequenos túneis como, por exemplo, na frente da Uniderp, na Mato Grosso com a Via Parque; continuar a fazer as avenidas com capacidade de escoamento maior; buscar melhorar as vias urbanas, comerciais nos bairros, com processo de alargamento; todos os acessos de Campo Grande serem remodelados e sinalizados.

E asfalto nos bairros que não têm. São 2,5 mil quadras para fazer recapeamento em vias como a Guaicurus, como a 14 de Julho, como a Pontalina, a Zumira Borba, avenida Marinha; e mais de 5 mil quadras de novo asfalto nos bairros. Região grande que tem que fazer é do Canguru ao Mário Covas; aquela grande região Sul de Campo Grande que precisa de infra-estrutura. Portal Caiobá, Santa Emília, São Conrado, Itamaracá, Rita Vieira, são regiões que precisam e vão ter atenção da Prefeitura.

 

Vamos resolver a Saúde com a população, afirma Edson Giroto

O senhor considera ter vantagem como candidato a prefeito por ter base de sustentação, por exemplo, na Câmara de Vereadores?

Nenhuma capital brasileira consegue, hoje, fazer investimentos apenas com recursos próprios. Se não tivermos as parcerias com o Governo do Estado, senão tivermos bons profissionais com conhecimento em Brasília (DF) e apoio dos deputados federais e senadores, a cidade não cresce. Falo com conhecimento de causa de secretário que fui desde 1997. Tivemos que aprender rápido, ter apoio da bancada para trazer os investimentos para Campo Grande para que ela pudesse ser a Campo Grande de hoje.

A minha diferença é que tenho mais experiência, mais apoio político. Tenho 21 vereadores, seis deputados federais, dois senadores, seis ministros, um vice-presidente da República, tem o Governo do Estado, 18 deputados estaduais. Essa base é muito importante.

Olha só a infraestrutura que nós todos fizemos, a mudança de perfil econômico de Campo Grande, que propiciou para que, hoje, só no setor de infraestrutura imobiliária, o mercado privado aplica R$ 500 milhões por ano; são quatro mil alvarás por mês; quatro mil novas obras de moradia por mês; são 25 mil empregos diretos e mais de R$ 700 milhões por ano do Poder Público tanto municipal, estadual e federal. É R$ 1,2 bilhão por ano que estão sendo investidos em Campo Grande. Isso por causa do apoio. Se você não tem, não faz.  

Ceinfs e escolas em tempo integral são os principais desafios na Educação?

Educação tem que ser investimento estratégico, gera dignidade, oportunidade, conhecimento. Hoje temos uma rede de 96 escolas municipais. Quando eu entrei com o André (Puccinelli, ex-prefeito da Capital por dois mandatos) eram 47. A cidade cresceu e os investimentos em educação também. Temos que investir em escolas de tempo integral. Infelizmente o Governo Federal não remunera a Prefeitura para dois turnos. Paga por aluno um turno e na escola em tempo integral a Prefeitura tem que subsidiar um turno. Nós temos que fazer mais cinco escolas em tempo integral. É pouco? É, mas é o que se pode fazer em médio prazo. Temos 116 Ceinfs (Centro de Educação Infantil). Em 113 anos de Campo Grande, tem 116 creches. Em quatro anos vamos fazer mais 50; 30 que está no meu programa de trabalho, assinado em cartório, e 20 que a atual gestão começou e vou terminar no ano que vem. Então em quatro anos vamos aumentar a capacidade de atender as crianças em 50%. Se temos 15 mil hoje (crianças nas unidades), vou aumentar no mínimo mais 7,5 mil, fora os Ceinfs que vou reformar e ampliar. Então vamos aumentar 10 mil novas vagas em quatro anos. Em 113 anos nós atendemos 15 mil e em quatro vamos passar para 10 mil; 25 mil (na soma).

A creche antiga só cuidava. Hoje o Ceinf cuida de zero a três anos e educa de três a cinco para que, depois, aos seis anos, entrar no primeiro ano do ensino básico. E vai muito melhor preparada (criança). Os melhores alunos da rede municipal, que competem hoje com qualquer escola privada, foram os alunos que vieram do Ceinf. E aí se valoriza todo o quadro de professores, de funcionários do Ceinf com valorização, com salário melhor, capacitação, com pedagogo de manhã e à tarde, professores de Educação Física que levam para a recreação. Então tudo isso é parte de um novo conceito que nós vamos fazer.

Giroto diz que, caso eleito, implantará novo asfalto em mais de 5 mil quadras em Campo Grande.Giroto diz que, caso eleito, implantará novo asfalto em mais de 5 mil quadras em Campo Grande.

O senhor prometeu fazer uma revisão tributária, caso eleito.

Claro que sim. Com a expansão imobiliária, com o crescimento da cidade, os imóveis passaram a valer muito mais. Terreno no bairro Noroeste que valia R$ 600 hoje vale R$ 50 mil. E a cobrança do imposto é uma alíquota de um valor percentual em cima do valor do imóvel. Só que temos que fazer uma revisão; justiça fiscal e tributária é como nós vamos rever todo o valor do imóvel, ver a capacidade de pagamento que a pessoa dona do imóvel tem, qual é a renda familiar para poder estabelecer um imposto. Senão vamos estar sendo injustos. E aí que surge o imposto social. Para que o contribuinte pague de acordo com o que ele ganha, senão ele paga o imposto ou dá comida para o seu filho? Isso que é justiça social e nós vamos fazer.

O ISS também vamos rever em algumas categorias. Você pega para o mototaxista, ele tem que pagar o mesmo imposto que o taxista paga. Você não pode ter dois pesos e duas medidas. Porque o motoentregador e o mototaxista pagam mais que o taxista? Aí você não é justo e nós temos que ser.

Vamos fazer o pólo tecnológico, que é importantíssimo. Somos um estado mediterrâneo, nossa logística é mais complexa. Tenho que trazer para cá, através de investimentos em indústrias limpas, a indústria de alta tecnologia. Para poder dar esperança e oportunidade para aqueles que saem da universidade. Para dar emprego aos jovens, com cursos de formação profissional. Isso se faz com a Prefeitura construindo e induzindo pólos de alta tecnologia. Aí você cria toda a infraestrutura necessária para as empresas virem. E parceria com as universidades. E nós vamos fazer.

Na área de assistência social, caso eleito, como será o projeto Coração de Mãe?

Como não vamos ter condição de abrigar todas as crianças matriculadas na rede municipal de ensino em escolas em tempo integral, porque hoje temos 96 mil crianças matriculadas e abrigamos 5,4 mil crianças, então vamos fazer oito centros, um será na região do Dom Antônio e outro no Los Angeles, denominados Coração de Mãe. São centros de atendimento às crianças para tirá-las das ruas e integrar com o ensino da Prefeitura. E aí a criança que for de manhã no centro Coração de Mãe, vai à tarde na escola; aquele que foi à tarde na escola vai de manhã no Coração de Mãe. Para fazer tarefas, prática de esportes, aula de informática, de música, artes. Isso é importantíssimo na formação da criança. As mães e os pais vão ficar tranquilos que seus filhos estarão abrigados conosco. Não vai estar na rua. A mãe e o pai pode ir trabalhar, porque a oferta de emprego hoje em Campo Grande é muito grande. E aí que vem todas as escolas de capacitação e formação para que os pais possam trabalhar e melhorar a vida da família e seu filho vai estar seguro.

Serão 35 mil crianças no Coração de Mãe; em dois mandatos vamos conseguir zerar o déficit de crianças abrigadas no Coração de Mãe. Aí vamos começar a fazer uma escola diferente. É uma escola não integral, mas integralizada. Escola que vai integrar as ações do Coração de Mãe com a educação básica. Serão necessários, no mínimo, a contratação de mais 800 profissionais entre pedagogos, professores de Educação Física, secretários, recreadores, coordenadores, supervisores, administradores, atendentes; isso é geração de emprego, social. Obra eu sei fazer. Vou buscar a qualidade de vida das pessoas. Nós, fazendo isso, certamente, daqui a cinco anos, os índices de criminalidade virão abaixo.



Fiquei fora de Campo Grande por algum tempo e sinceramente me surpreendi em ver como Campo Grande está! Não achei nada de ruim, pelo contrário, notei mudanças boas! O povo na verdade é muito ingrato e insatisfeito! Claro que devemos sempre buscar o melhor, mas pra qualquer governante que seja, é praticamente impossível vc organizar sanar todas as deficiências de uma cidade! Se investir em educação, falta na saúde e vice-versa! Gostei do trabalho do Nelsinho! Independente de quem for nosso próximo prefeito, espero que valorize cada voto de confiança e faça o melhor pela nossa cidade!
 
Marcos Guimarães em 23/10/2012 10:50:35
E eu gostaria muito de saber se os nobres colegas pró girotto, que saíram em sua defesa são servidores públicos municipais ou estaduais? só por curiosidade, ou se tem algum parente nessa situação?
Eu moro em um bairro de periferia, que olha, somente agora, neste ano a linha de onibus foi totalmente asfaltada. E a praça? já chamei imprensa, a Prefeitura prometeu arrumar ano retrasado, ano passado, e até agora o máximo q consegui foi que o Euclides, aliás pessoa atenciosa demais, viesse aqui na praça e se comprometesse, novamente, a arrumar? Sei que os bairros dos ricos estão cada vez mais lindos, mas e para os pobres? a tarifa de onibus coletivo é uma das maiores, senão, a maior do país, isso é uma vergonha!!!!! A cidade tem que melhorar muito.
 
fabia britez em 23/10/2012 08:38:56
Pergunto: ja resolveram o buraco do nova lima? afinal, ao que me parece enormes numerários já foram destinados para este fim, e o nobre Girotto é engenheiro né? vão esperar as casas serem engolidas?
Posto de saúde, saúde pública? O Poder Judiciário está abarrotado de ações pleiteando atendimento médico, internação em UTI, medicamento, enfim, precisam acionar o Judiciário pra ter direito a saúde? Graças a Deus tenho plano de saúde, mas uma amiga tá com o pai com um tumor no testículo, que nem está conseguindo fazer biópsia? já foi no CEM, e td q é lugar, mas não conseguiu vaga. Daqui a pouco o pai dela morre e nada do exame. E isso q temos um médico no governo e outro Prefeitura. Acordem minha gente
 
fabia britez em 23/10/2012 08:34:46
Engraçado. O atual prefeito e o governador, tbm disse que iria melhorar a saude e ate agora. Nos que precisamos de atendimento nos 24 hs, se tivermos com uma pressao de 15/10 temos que aguardar 1:30 minutos, porque esta na hora do lanche dos medicos. E exames então 60. 90 . 120 dias aguardando e pior de tudo atendentes sem educação e sem preparo nenhum para atendimento de doentes e idosos. Se nao quiser aguardar paga e faz particular. Nossos governantes são medicos pessoal e a saude esta precaria assim. Prometer todos prometem mas ate agora. Acham que se olharmos para uma cidade enfeitada a nossa saude ja e restaurada automaticamente. e outra coisa pede para o prefeito esperar onibus nos pontos descobertos SOL E CHUVA... QUE CIDADE LINDAAAAAAAAAAAAAAAAA.
 
Tania Ferreira em 23/10/2012 08:22:35
a avenida Ernesto Gesel está a 16 anos desmoronando, em alguns pontos á crateras e enormes e a prefeiura não faz nada. E O BERNAL???????
 
elemilda rodrigues em 23/10/2012 07:30:04
Não vai a debates, dentre outros, isso porque ainda não ganhou a eleição... Imaginem só qdo ganhar.... Daí a JUMENTADA já votou e será piada para o CQC da BAND em rede nacional, como já foi no episódio do Diretor do Google no Brasil.... Mas vamos ver.... Já que querem o CAPETA, terão o CAPETA....
 
José Carlos a Silva em 23/10/2012 04:13:38
Meus caros: Marcos Batista e Murilo Delmondes, do candidato a DESPREITO de Campo Grande, o tal de BANAL... radialista como o PILANTRA DE DOURADOS e também o PILANTRA DE AQUIDAUANA e o PILANTRA de LONDRINA-PR e o partidário do PP de MARINGÁ-PR... Ninguém governa sem a maioria na Câmara, nem sem os apoios necessários nas diversas esferas... Muito menos com essa arrogância toda do tal de BANAL.... É por pessoas como ele que existiram os MENSALÕES da vida, dentre outros escândalos.... E vou mais: O PIOR CEGO é o que não quer VER.... Até o Arcebispo Emérito de Campo Grande deu entrevista hj ao Jornal O ESTADO, explicando certas coisas e dizendo que vai votar no GIROTO!!!
 
Jose Carlos da Silva em 23/10/2012 04:11:37
Engraçado. Eu não entendo o ser humano. Porque na última eleição para a prefeitura, quando tiveram a oportunidade, não tiraram o atual prefeito?? E na última eleição para o governo do Estado, porque deixaram o atual governador ganhar?? Acorda Campo Grande, graças aos atuais governantes da nossa maravilhosa cidade morena e do nosso Estado, que chegamos onde estamos. Pensem melhor em quem vocês vão votar, pra não se arrependerem depois. # Ficadica.
 
Juliana Alves em 22/10/2012 21:46:55
sera que ele vai resolver o problema do inseticida vencido no combate a leischmaniose? e repassar na integralidade o valor do repasse do sus aos trabalhadores?
 
ivar guilherme zanette em 22/10/2012 20:41:23
O GIROTO não é só mais preparado, ele e humano eu o conheço desde 1996, desde então acompanho o seu trabalho e o seu comportamento em relação as pessoas ele tem ajudado tanta gente que o procura, pra diversos problemas, principalmente relacionados a saúde de pessoas carentes das comunidades, tanto é que eu nunca vi em trinta anos praticamente 100% das lideranças estão apoiando o Giroto sem ganhar nada só por acreditar no seu trabalho. Estou falando tudo isso, por entender que se o GIROTO não for o prefeito não é ele que vai perder e sim a população de Campo Grande, sou admirador do GIROTO e nunca tive nem um cargo politico.
 
Maximo Pana Aranda em 22/10/2012 20:21:23
Engraçado que o Bernal também fez parte desse governo que tanto critica. Por que ele não reinvidicou as melhorias, era obrigação dele representar o povo, ele foi eleito para isso.... E se para entrevista em vespera de eleição, não se consegue entrevista com ele, imagina se eleito for... o povo não terá acesso para lamentar a sua má administração
 
Ana Silva em 22/10/2012 17:13:27
Os eleitores de Campo Grande estão que nem caranguejo, caminhando para tras, votando no Bernal, que coisa não me conformo com isso, depois vão se arrepender, ai vão se arrepender por 4 anos. Os eleitores parece que tem raiva de Campo Grande, decerto querem a cidade como era antes feia e suja, então votem no Bernal, voces se merecem.
 
Joaquim Tavora em 22/10/2012 17:03:41
Mudar simplesmente porque o PMDB está há não sei quanto tempo no poder não garante solução ou melhorias de nada, muito pelo contrário...., me perguntam se voto em Alcides Bernal...mas como, EU NÃO OUÇO RÁDIO, entonces logo não conheço o homem nem nada sobre ele, voto em Girotto porque o trabalho dele está aí, e outra, Campo Grande cresceu de maneira vertiginosa nos últimos dez anos, a saúde pública atende gente do interior e até do Paraguay e Bolivia, como não estar saturado ??? e não é tão ruim como dizem não, tem lugares até mais desenvolvidos em situações piores. Precisamos sim de ajustes em todos os setores e Giriotto conhece os gargalos e os caminhos.
 
Rodolfo de Toledo em 22/10/2012 15:55:30
Olha, é ÓBVIO que a administração do PMDB fez muita coisa por Campo Grande, afinal ficaram 20 anos - sem interrupção - no poder. Mas será que fizeram tudo que poderiam ter feito? Será que o crescimento não poderia ter acontecido com mais qualidade e rigor técnico?

Amo Campo Grande, nasci aqui e adoro viver aqui, mas muita coisa que vejo diariamente me entristece. Alguém falou das chuvas, que SEMPRE chove acima do normal e não é possível estar preparado. ORA! Se SEMPRE chove determinada quantidade então isso normal. Não era, mas passou a ser. E sim, é preciso e possível estar preparado!

Já fazem uns 4 anos que é a mesma coisa, a região do Prosa sofre com os alagamentos, deixam pra remendar tudo na última hora, chega dezembro é a mesma história. Tem algum problema de planejamento aí.
 
Murilo Delmondes em 22/10/2012 15:42:39
Para melhorar a saúde na nossa Capital, precisa ser corrigida a saúde do interior do estado, reformando ou construindo hospitais. Não adianta criticar o prefeito de Campo Grande. A Capital recebe doentes do estado inteiro e até dos paises vizinhos.
Aí então acontece as superlotações na Santa Casa, Hospital Regional, e Hospital Universitário. Enquanto estas providências não acontecerem, a saúde na Capital continuará mal. Outra providência urgente é a construção do hospital municipal que está sendo divulgado na campanha do Giroto. Pode acreditar no Giroto que ele faz mesmo.
 
VALDIR VILLA NOVA em 22/10/2012 15:24:37
Ana Miranda, já que vossa pessoa é tão descrente com relação ao sistema político adotado em País, o que te faz discutir assuntos relacionados ao tema em questão?Pois, pra mim, uma pessoa que aceita que a desordem está totalmente contrária ao texto constitucional, não tem a mínima moral para cobrar ética de seu governante. Deve-se arrumar o princípio, e não tentar tampar o sol com a peneira. Pense nisso antes de falar qualquer coisa que vem na cabeça.
 
Daniel Assunção em 22/10/2012 14:14:28
Vai nessa Murilo Delmondes! Câmara representa a população! Tá, papai noel também existe! Sua vontade que isto seja verdade é digna, a minha também, mas a realidade é outra, caro colega! E não somos nem eu, nem você que vamos mudar isso.
 
Ana Miranda em 22/10/2012 13:43:19
Marcos Nogueira, até onde eu sei o Murilo está corretíssimo, a Câmara possui representantes do povo, enquanto o Senado representa o Estado. Já a função primordial dos chefes do Poder Executivo é administrar, compreendendo não só a função de governo, relacionada às atribuições políticas e de decisão, mas também a função meramente administrativa, pela qual são desempenhadas as atividades de intervenção, fomento e serviço público.
 
Rafael Araújo em 22/10/2012 13:13:58
O Giroto deu esta bela entrevista ao CG News. E o Bernal ? Cadê o Bernal? O Bernal não dá entevista ao CG News, não participa de debates, não diz a verdade aos eleitores. Coitado do Bernal. Giroto nele.
 
VALDIR VILLA NOVA em 22/10/2012 13:08:11
Pra melhorar a saúde, deve-se primeiramente melhorar a remuneração dos profissionais da área da saúde, hoje é vergonhoso o salário de um médico. Acredito que mais uma legislatura desse partido não irá mudar nada. Queremos gente nova no poder! Estou com Bernal.
 
Daniel assunção em 22/10/2012 13:04:26
MURILO DELMONDES você disse tudo. Marcos Nogueira, se você continuar achando que a política funciona assim, continuará essa politicagem sem ética e moral que infelizmente acontece por existir pessoas que pensam como você. A maneira correta é como o MURILO DELMONDES disse, agora se não acontece na prática o sistema é que está errado, e isso deve ser corrigido. Não precisa nem entender de politica pra saber o que é CERTO e o que é ERRADO. Por isso que o Brasil tem a fama de que "não vai pra frente".
 
Priscila Barcelos em 22/10/2012 12:54:28
Eu não esperava a quantidade de votos que o bernal teve no 1º turno, acredito que a sua votação será menor no 2º turno, já que, se Campo Grande o eleger poderemos ter aqui o que aconteceu em Londrina no PR, quando um radialista despreparado, como aqui, foi eleito e seu mandato foi de tanta decepção, que foi cassado pela camara e depois pelo juduciario devido às inúmeras falcatruas que aconteceram, deixar de eleger um candidato muito bem preparado por um como o bernal, teremos que repensar o que o povo realmente quer, o progresso ou um "circo" para se divertir, e quanto pior melhor, e assim em novas eleições os que quiserem se eleger terão que primeiro passar por uma escola de circo, ou um microfone de uma radio qualquer para que a população se apaixone pela sua voz, terá mais chance.
 
antonio carlos sisti em 22/10/2012 12:49:40
Nós somos a mudança que Campo Grande precisa, diz Bernal!
Então aonde está a justificativa da “mudança”? Mudar para o quê? Será que a mudança reside no fato de que quando chove (notoriamente acima do normal) alguns pontos de nossa cidade se alagam, como se os atuais administradores tivessem o condão de estarem permanentemente preparados para as interpéries da natureza? #REFLITAM, ainda há muito o que se fazer, e com relação a Saúde, meus caros Eleitores saúde não é um problema spo de CAMPO GRANDE, e sim do BRASIL todo, então reflitam, o PMDB fez e vai continuar fazendo muito por CAMPO GRANDE, BERNAL não vai fazer nada, pois não é preparado pra isso, pq tem como seu Aliado o PT, o que podemos esperar de alguém que vai assumir seu mandato ao lado do PT! #REFLITAM G15 !
 
Gabriel Santos Bezerra em 22/10/2012 12:42:15
Uns reclamam de "resolver" o problema da saúde... Sejam ao menos sensatos! Isso nunca será resolvido por completo, e será sim apenas melhorado e adaptado!! Para quem é leigo, eu cito apenas um dos problemas: Você não pode resolver questões definitivamente de médicos que chegam atrasados nas UBS por ter saído tarde de seu consultório particular ou até mesmo por faltarem, pois o mesmo estando insatisfeito e sem horário flexível, ele sairá dessa UBS, causando transtorno para pacientes já com consultas já agendadas, transferindo para o Gerente dessa UBS todo esse problema, tendo que solicitar a secretaria novo profissional, gerando burocracia extrema, pois há leis para respeitar, e os médicos são categóricos no que querem além dos honorários: ou é desse jeito ou não tem atendimento!
 
Marcello Maia em 22/10/2012 12:27:59
O pessoal aí culpam o Giroto por tudo sendo que ele tinha um cargo de secretário de OBRAS! Quanto a Saúde, muitos postos foram CRIADOS e REFORMADOS.. É muita incoerência falar que ele não fez nada em Cg.. Apesar do PAC ter entrado com certas verbas, ainda assim é preciso de estudos e estratégias de como e por onde começar a fazer as obras! Aqui há problemas assim como diversas capitais, o cara não ficou de braço cruzado não, falta e muito para melhorar mesmo e vamos cobrar isso, mas SEMPRE vai faltar algo para melhoras! Além da experiência tem o fato de CONHECER a capital e seus problemas, por isso é o melhor candidato sim no momento! Os revoltados que reclamam de "mudanças", teriam colocado outro no 2º turno contra Giroto e não esse atual que REALMENTE nunca fez nada no legislativo
 
Marcello Maia em 22/10/2012 12:17:19
Eu continuo acreditando que o Giroto é o melhor candidato. Por isso, vou votar 15. Não vou trocar o certo pelo duvidoso. Se é para haver mudança, então vou mudar de Nelsinho para Giroto.
 
Edina Costa Nunes em 22/10/2012 12:11:57
Nossa, Sr Murilo Delmondes, voce conhece de politica mesmo em meu caro!!! vai nessa que a câmara representa a população mesmo vai nessa!!
 
Marcos Nogueira em 22/10/2012 12:09:48
O Giroto esta em segundo nas pesquisas e o Bernal????
Pesquisa IBOPE do dia 17 a 19 confirma Bernal com 63% das intenções de votos.
 
JORGE ALMEIDA em 22/10/2012 12:03:27
A memória do povo é curtinha mesmo.
Moro na região do Santo Amaro desde 97 e só tinha o posto da Vila Almeida, agora tem um enorme que substituiu o da Vila Almeida, que virou Caps, construíram um na Santa Carmélia.
Pavimentaram TODA Santa Carmélia, Zé Pereira, fizeram acessos.
É impressionante como as pessoas tem memória curta.

E Murilo Delmondes, porque vc acha que existem os partidos, hein?? É justamente pela representatividade. Essa história de apoio acontece SIM!!! Acontece, aconteceu e sempre vai acontecer. Qualquer político sempre apoiará o político do seu partido.
Quer acabar com isso tudo?!?!?! Acabe com os partidos políticos.
 
Afonso Neto em 22/10/2012 12:02:42
Eu gostaria de acreditar que depois de 12 anos com a Prefeitura na mão de médicos, que sabem construir...agora vai ser engenheiro que contrata médico !!??
 
GRACYELLA GALHARDO em 22/10/2012 11:46:01
Poxa, esse pessoal do PMDB teve 04 mandatos de prefeito, disse 04 mandatos, e até hoje. E agora o sr. giroto vem com essa conversa que irá resolver o problema da saúde com a população.
Se quisesse já teria resolvido, querem vender um produto usado e arcaico como um novo, remodelado e maquiado. Obrigado.
 
julio silva em 22/10/2012 11:45:51
se tão no poder a mais de 16 anos por que ja não resolveram? E o Bernal???
 
Welington Silva em 22/10/2012 11:41:39
porque não fizeram antes,afinal são 16 anos no poder só agora lembraram de tudo isso,acho que agora é tarde.
 
jonas alves em 22/10/2012 11:41:12
parabéns ao campo grande news , pela entrevista , mas devo destacar que assisti no programa eleitoral dele , que ele conta com apoio de 21 vereadores e inclusive , ele apresenta na propaganda eleitoral pessoas que nem foram eleitas . ele acha que somos cegos ...
 
antonio silva em 22/10/2012 11:33:23
Interessante que o Candidato mudou quase que radicalmente seu discurso, neste segundo turno, na tentativa de ganhar a eleição municipal. Candidato a população de Campo Grande já conhece o Senhor. Chega de continuísmo. Campo Grande já sabe o que quer: a mudança.
 
Marcos Batista em 22/10/2012 11:32:13
A câmara representa a população, não o prefeito. Esse papinho de "temos o apoio da câmara e do governo do estado" é uma falta de respeito a inteligência do eleitor, como tantas outras "estratégias" do candidato. É obrigação de todos primar pela cidade. O que os vereadores vão fazer? Cruzar os braços quando o Bernal for eleito? Então não merecem estar lá.

Não me interessa a experiência (até porque as obras feitas em Campo Grande nem são tudo isso). Me interessa a vontade política de fazer. "A cidade tá linda". Pois é, por isso só rico vota no Giroto, pois tem carro com amortecedor bom e plano de saúde, não precisa do transporte coletivo e nem esperar horas nas filas dos postos.
 
Murilo Delmondes em 22/10/2012 11:26:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions