A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Março de 2019

30/11/2018 12:48

Acordo prevê R$ 300 milhões para pontes na fronteira, uma em MS

Liniker Ribeiro
Ministro Carlos Marun em reunião na sede do Dnit, na Capital (Foto: Liniker Ribeiro)Ministro Carlos Marun em reunião na sede do Dnit, na Capital (Foto: Liniker Ribeiro)

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, anunciou nesta sexta-feira (30) que recursos estão garantidos para a construção de duas novas pontes internacionais – entre elas a que ligará Porto Murtinho (a 431 quilômetros da Capital) a Carmelo Peralta, no Paraguai. Segundo ele, R$ 80 milhões de dólares – cerca de R$ 300 milhões em reais – serão disponibilizados por Itaipu, que autorizou o investimento na semana passada.

“Estamos celebrando esse acordo com Itaipu, que se responsabiliza pelo pagamento da obra. Isso é importante porque com eles garantindo os recursos, nós não vamos precisar disputar no orçamento da União o recurso para construção da nossa ponte”, destacou o ministro.

Além disso, com a liberação dos valores por parte de Itaipu, emendas da bancada poderão ser usadas para outros investimentos no Estado. É o que espera Marun. “A bancada possui emenda de R$ 54 milhões e, com isso, o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) sugere que os recursos sejam remanejados para outras atividades”, afirma.

Entre os investimentos que podem ser aplicados, o ministro cita a ampliação dos recursos para a rodovia MS-419, atualmente em desenvolvimento, que liga Aquidauana a Rio Verde. O restante também poderá ser aplicado na conservação das demais rodovias do Estado. Mas, para que isso aconteça, é preciso autorização por parte da bancada, que deve se reunir na semana que vem, em Brasília, para aprovação.

Reunião – A apresentação do acordo com Itaipu foi realizada na manhã de hoje durante um encontro entre Marun, Vander Loubet – representante de Mundo Novo – e representantes da bancada.

Além da ponte entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta, o acordo prevê a construção de uma outra que ligará Foz do Iguaçu (PR), a Presidente Franco (PY). “Essas construções vão em direção à rota bioceânica que nós estamos querendo implantar, passando por Mato Grosso do Sul", destaca ainda Marun.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions