A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/11/2012 09:44

Advogados formam fila para escolher novo presidente da OAB

Fabiano Arruda e Nadyenka Castro
Primeira hora de votação tem fila na sede da OAB. (Foto: Pedro Peralta)Primeira hora de votação tem fila na sede da OAB. (Foto: Pedro Peralta)

Pelo menos 100 advogados já formavam fila antes da abertura da votação para eleger a nova diretoria da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) na sede da Seccional em Campo Grande nesta manhã.

No trânsito também é possível notar a movimentação por conta da eleição. A partir da rotatória da avenida Mato Grosso com a Via Parque, para quem se desloca sentido Parque dos Poderes, cabos eleitorais utilizam bandeiras, camisetas e promovem adesivagem dos três candidatos que concorrem à presidência.

Marco Túlio Murano Garcia, que concorre pela chapa “Restabelecendo a Ordem”, Júlio Cesar de Souza Rodrigues, da “OAB Forte e Presente” e Alexandre Aguiar Bastos, da “Renova Ordem”, já estão na sede da entidade.

O presidente atual da Ordem, Leonardo Avelino Duarte, também acompanha a votação. Cumprimentando os advogados no espaço onde ficam as urnas, ele comentou que hoje é um dia normal de trabalho.

Apesar de a votação ser em cédulas, por conta das urnas eletrônicas passarem por manutenção, conforme determinação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o procedimento é considerado rápido e a fila apresenta fluidez.

O presidente da Comissão Eleitoral da OAB, Newley Amarila, acredita que cada advogado leva cerca de 40 segundos para votar.

Ele lembrou que nesta campanha é proibida a boca de urna e os candidatos não pode pedir votos no local. A preocupação, revela, é pelo uso de poder econômico, político e de mídia.

Amarila destacou que a entidade prega por uma eleição limpa e não acredita que o pleito terá problemas ao longo do dia. Além disso, lamenta que o processo não seja feito por urnas eletrônicas. Mesmo assim, a previsão é que o resultado seja divulgado até as 21 horas.

Movimentação de campanha no cruzamento das avenidas Mato Grosso e Via Parque, nesta manhã.Movimentação de campanha no cruzamento das avenidas Mato Grosso e Via Parque, nesta manhã.

Expectativa – O candidato Marco Túlio contou que acordou cedo, preferiu tomar café da manhã com a família e rezou para agradecer o fato de sua campanha ter sido “tranquila”.

Ele disse ter percorrido 30 mil quilômetros durante a eleição, que frisa ser bastante disputada, e, ao longo do período, procurou levar propostas em prol da advocacia.

Túlio também pontuou que, nas últimas semanas, foram feitas quatro listagens de advogados aptos a votar e, por conta disso, os fiscais das chapas tiveram que redobrar a atenção para combater irregularidades.

Definindo como retrocesso o uso das cédulas, o postulante ao cargo de presidente da OAB no Estado ainda considerou suficiente o tempo de campanha e considerou que foi possível levar as propostas, inclusive, com o uso das redes sociais.

Já o candidato Alexandre Bastos disse que teve “uma noite tranquila” por ter a certeza de ter feito “um bom trabalho”. Afirmou estar confiante na vitória e definiu sua chapa como “independente, alternativa”.

Para ele, foi um desafio representar a advocacia ao longo do pleito, que definiu como digno e democrático. Além disso, elogiou a proibição de que advogados inadimplentes pudessem resolver as pendências financeiras no dia da eleição para votar.

O terceiro concorrente, Júlio Cesar, declarou que sua expectativa é positiva, pois confia “no trabalho desenvolvido” nos últimos três meses, sobretudo, por conta das declarações de apoio que recebeu.

Ele lembra que seu trabalho foi pautado pela humildade para pedir votos e acentua que, caso vença, vai pregar a continuidade à atual administração pelo “fortalecimento da Ordem”. “Principalmente pela valorização da prerrogativa do advogado”, destacou.

Votação - Um dos primeiros a chegar à sede da OAB para votar, Nenio Leite de Barros, 88 anos, exibiu sua carteira de número 53, fruto de 52 anos de profissão. Segundo ele, depois de tanto tempo participando das eleições, as disputas têm sido marcadas pelo respeito entre os concorrentes. “Cada vez mais a classe cresce com isso”.

Larissa Moraes Canteiro, 34 anos, destacou a organização da votação, mesmo sendo por meio de cédulas. Ela, que preferiu votar de manhã por conta de outros compromissos ao longo do dia, também enalteceu a postura dos candidatos em fazerem uma campanha respeitosa.

Eleição – Cerca de 10 mil advogados em todo o Estado elegem nesta terça a nova diretoria da OAB/MS para o triênio 2013/2015. Também serão eleitos os comandos da CAAMS (Caixa de Assistência dos Advogados) e ESA/MS (Escola Superior da Advocacia), além das 31 subseções no interior.

O voto é obrigatório aos adimplentes até 19 de outubro deste ano e, em caso de ausência, o advogado terá 30 dias para apresentar justificativa. São 14 urnas para votação em Campo Grande, duas em Dourados e uma em cada sede de subseção da Ordem.

O orçamento anual da OAB/MS é estimado em R$ 15 milhões; são aproximadamente R$ 45 milhões em recursos no triênio.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions