A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

21/10/2014 17:08

Aécio culpa seca por falta d’água e promete solução para conflito em MS

Lidiane Kober e Ludyney Moura
Ladeado de aliados, Aécio elogiou Reinaldo e atacou o PT (Foto: Alcides Neto)Ladeado de aliados, Aécio elogiou Reinaldo e atacou o PT (Foto: Alcides Neto)
Reinaldo acompanha chegada de candidato a presidente no aeroporto (Foto: Alcides Neto)Reinaldo acompanha chegada de candidato a presidente no aeroporto (Foto: Alcides Neto)

Em campanha em Campo Grande, nesta terça-feira (21), o candidato a presidente pelo PSDB, senador Aécio Neves (MG) fez o dever de casa: elogiou o correligionário Reinaldo Azambuja (PSDB), candidato a governador do Estado; atacou os adversários; prometeu resolver os conflitos por terras indígenas e reafirmou concluir a construção do Hospital do Trauma.

Em rápida coletiva, em um palanque repleto de lideranças políticas dos partidos aliados, Aécio começou o bate-papo com imprensa elogiando Reinaldo. “Ele está absolutamente pronto para o desafio de governar Mato Grosso do Sul”, declarou.

Depois, tratou de reforçar compromissos com o Estado. “Meu primeiro compromisso será determinar a vinda do futuro ministro da Saúde a Campo Grande para conversar sobre a conclusão do Hospital do Trauma”, disse. Na primeira visita à Capital, ele já tinha assumido o compromisso com o hospital, que terá 130 leitos e está travada por problemas burocráticos.

Na sequência, aproveitou para atacar o PT e prometeu resolver o conflito por terras indígenas. “O que houve foi uma omissão muito grande por parte do Governo Federal”, começou. “Os índios precisam de apoio, de qualidade de vida, ao mesmo tempo, devemos respeito à produção”, completou.

Aécio ainda acusou o PT de comandar uma “campanha de desconstrução” e defendeu a gestão tucana perante à crise de falta de água em São Paulo.

“O partido está preparado para o debate”, iniciou. “São Paulo enfrenta a maior crise de falta de chuva dos últimos 100 anos”, justificou. “Se o Governo Federal tivesse feito parcerias, as coisas não teriam chegado a esse ponto”, concluiu.

Dando sequência ao raciocínio, o candidato prometeu um governo de parcerias “para que os investimentos cheguem e gerem renda e emprego”.

Sobre acusações de corrupção tucana na Petrobras, Aécio afirmou que “se alguém do PSDB cometeu irregularidades vai responder por elas”. “Não vamos tratá-los como heróis, como o PT fez”, prosseguiu.

Ele disse ainda que “nos últimos 12 anos uma quadrilha criminosa se instalou na Petrobras”. “Do outro lado, estávamos nós denunciando”, finalizou.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions