A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

17/06/2013 18:29

Alunos da Reme da Capital têm carne de 2ª com preço de 1ª , revela guia

Zemil Rocha
Escola Iracema, onde teve arroz com larvas, é a mesma que teve intoxicação em 2011 (Foto: Arquivo)Escola Iracema, onde teve arroz com "larvas", é a mesma que teve intoxicação em 2011 (Foto: Arquivo)
Documento da prefeitura revela elevado preço da carne (Foto: Cleber Gellio)Documento da prefeitura revela elevado preço da carne (Foto: Cleber Gellio)

A carne consumida pelos alunos das escolas municipais de Campo Grande certamente não é de primeira, na qualidade, mas o preço pago pela Prefeitura, sob a gestão de Alcides Bernal (PP), atinge esse patamar. Na guia de remessa às escolas de janeiro deste ano, da Superintendência de Abastecimento Alimentar (Suali), a “carne bovina em tiras orgânicas” destinada a uma das escolas da Rede Municipal de Ensino (Reme) aparece com preço de R$ 14,25 o quilo, valor acima do coxão mole que é encontrada a R$ 13,90 nos supermercados Comper a preços de hoje, sem a promoção.

Outro valor que levanta suspeita de ter sido comprado pela Prefeitura de Campo Grande com valor acima do mercado é o de óleo de soja refinado, que na lista de 17 de janeiro de 2013 aparece com valor de R$ 3,97 pela lata. No Comper, um dos mais populares dos óleos de soja refinados, o Concórdia, está custando R$ 2,29.

Setor de alimentação escolar vem gerando crises em Campo Grande, especialmente agora, sob o governo de Bernal. Neste início de ano, houve o problema crônico da falta de hortifrutis nos Ceinfs (Centros de Educação Infantil), com diretores, professores e pais tendo de fazer “vaquinha” para suprir a deficiência alimentar das crianças. Agora, a qualidade dos alimentos está sendo escancarada, com a descoberta de relatórios internos da Suali apontando a existência de “larvas” no arroz e feijão e carne estragada, “esverdeada”.

Dificuldades quanto ao armazenamento e conservação dos alimentos destinados aos alunos existem há vários anos e chegaram a provocar grave intoxicação alimentar ainda na gestão de Nelsinho Trad (PMDB), quando a salsicha causou mau estar em 180 alunos da Escola Municipal Iracema Maria Vicente, no dia 27 de setembro de 2011.
Na mesma unidade escolar, a Escola Iracema Vicente, que fica no bairro Rita Veira, no dia 19 de abril, ocorreu novo risco de danos à saúde das crianças. A Suali foi informada que “duas vezes alunos da escola encontraram um tipo de larva no arroz”. Para tentar resolver o problema, o arroz foi recolhido e houve a determinação de que as merendeiras passassem a “catar” os grãos diariamente.

Também houve uma ocorrência, na mesma época, na Escola Municipal Ana Lúcia de Oliveira Batista, no bairro Paulo Coelho Machado: cinco pacotes de carne em tiras tinham a cor “esverdeada” e apresentava feição “escura” em algumas partes. E nessa mesma escola, no dia 23 de abril, foram encontrados cinco quilos de feijão com “larvas”. Nesse período, as crianças passaram a pão e mexerica durante a semana inteira.

O problema de mau armazenamento decorre também de compras em excesso, segundo informa uma funcionária da Suali. “O impressionante é que por ocasião dessas reclamações ainda tinha estoque de 4.000 quilos de feijão com prazo de validade até 14 de dezembro de 2013”, informou a servidora, explicando que foi comprado feijão demais, que apresentou caruncho. Parte desse alimentos recolhidos das escolas foram doados entidades e igrejas que preparam sopões para moradores de baixa renda e pessoas que vivem nas ruas de Campo Grande.

 

 

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


Pra cima deles Ministério Publico!!!
 
Marco Antonio em 18/06/2013 11:11:42
E O Bernal ?
Vamos pensar mais na hora de exercer nossa cidadania em urnas 2014 esta chegando vamos pensar bem que nos queremos como nosso representante.
 
João Batista R. Junior em 18/06/2013 10:35:24
Querem tirar o poder de investigar do Ministério Público. O Ministério Público é uma das poucas instituições confiáveis, que deveria sim, ter mais poderes, inclusive para investigar e denunciar essas possíveis irregularidades que estão cometendo com nossas crianças indefesas.
 
sebastiao dos reis em 18/06/2013 10:22:23
Eu trabalho em uma escola estadual, interior, isso acontece já faz muito tempo, lá só tem carne de terceira, e os responsáveis da compra emiti notas como se fosse carne de primeira.
Já houve denúncia, mas nada foi apurado, pois, infelizmente nossa escola fica longe dos governantes e só interesse a eles visitar a escola em época de eleição. Lá o cardápio é posto no pátio com enganação, pois nada do que está prescrito no cardápio é servido. Nossos alunos são muito carente e tem medo de lutar pelos seus direitos, pois a direção sufoca a democracia dentro da escola. Vergonhoso, ainda mais, a carne é sempre moída, para ser feita com arroz mistura e ninguém perceber, o cardápio sempre o mesmo. Já reclamos, já pedimos nota e tudo mais, só que sempre foi omitido pela gestão.
 
joana Dar'c em 18/06/2013 10:01:54
Pelo menos agora estão pagando só o dobro, na época dos "outros" garanto que se olharem vão encontrar disparidades da ordem de 700%. Ah, agora lembrei que o último prefeito pegou os documentos e levou para sua casa, conforme já foi mostrado em reportagens anteriores. Será que não queria que os sucessores soubessem das suas "mutretas" ?
 
Marcos Paulo Hypollito em 18/06/2013 09:51:10
Primeiramente, expresso meu contentamento com a forma em que foi escrito o texto, ressaltando que os acontecimentos existem há algum tempo, não são de hoje, o que é relevante para delimitar a urgência da situação.

E, sinceramente, já esta passando da hora de admitir certas atitudes da administração atual. Defendi eles no inicio, por ser um período de transição, e reconheço que algumas medidas foram justas e necessárias, mas algo como isso não é ético. Desperdício ou má gerencia de recursos públicos levam a grotescas deficiências na manutenção das instituições públicas, o que DIRETAMENTE afeta a vida do contribuinte/cidadão. Isso meus caros, é imperdoável.
 
Alessandro Massulo Bento em 18/06/2013 09:08:20
Srs. " do poder " será que ainda não perceberam que não podem fazer as falcatruas e ficar no escondidinho ?
MP tem que tomar providencias.
Será que não tem algum promotor de justiça pra tomar a frente destas denuncias?
Porque não adianta nada a gente povão ficar sabendo destas irregularidades, não temos como legalmente fazer nada.
Por favor , OAB, MP, tomem providencias.
É coisa errada em tudo que é lugar, não aguentamos mais.
 
Lizeti Aparecida Zanineli em 18/06/2013 08:55:22
Não é de hoje que isso acontece. Em 23/09/2011 o blog controle eficiencia publicou denúncia sobre os preços abusivos da Merenda Escolar, veja http://controleeficiencia.blogspot.com.br/2011/09/merenda-escolar-pmcg.html mas essa publicação não teve o impacto que deveria à época.
Na gestão anterior isso já ocorria e ninguém falava nada, devemos investigar tudo, não só o Bernal!
 
Roberto Pereira Coelho em 18/06/2013 08:47:51
Isso é uma vergonha!!!! Palhaçada com a população campograndense!
Queria ver se os filhos dos nossos "POLÍTICOS", passam por isso!
Comer carne de 2ª e arroz com larvas!
Indignação total!!!!!!!
 
Cristiane Lima em 18/06/2013 08:22:20
BEM FEITO
VIVA O BERNAL
DANDO O QUE FALAR EM BERNAL
CORRUPÇÃO É A MARCA DO SEU GOVERNO
 
julio junior em 18/06/2013 08:00:32
Será que somente agora viram isso?
Somente nesse mandato?
Vai vendo!
 
Anderson Silva em 18/06/2013 07:15:29
PENSO QUE AS AUTORIDADES DE CAMPO GRANDE ESTÃO HIPNOTIZADAS POR BERNAL PARA NÃO VER TAMANHA CRUELDADE COM ESTAS CRIANÇAS. MAIS PENSANDO BEM UM CARA COMO O BERNAL QUE FOI CAPAZ DE ESPANCAR O PRÓPRIO FILHO QUANDO CRIANÇA, E SEGUNDO O PRÓPRIO FILHO QUANDO TINHA 5 ANINHOS DIZ QUE ELE ESTAVA BÊBADO. ENTÃO ESPERAR O QUE DO TAL BERNAL???
 
ELY MONTEIRO em 18/06/2013 07:15:08
Isso é uma vergonha para a educação, ta cheirando desvio de dinheiro publico quando esse prefeito vai ser caçado hem!! poca vergonha, E AI BERNAL? não era você que iria melhorar a educação, a saúde, os transportes??? cade, a unica coisa que você faz é criticar e colocar a culpa na outra administração, só que SR. tem que ver que você é a nova administração e você q tem q mudar, não colocar culpa nos outros por erros seus. ACORDAAA vai trabalhar, foi por isso q campo grande votou em VOCÊ BERNAL!
 
Bruna Rodrigues em 18/06/2013 07:08:52
Chega de corrupção em Campo Grande!!! #Acorda CG-MS!!
 
Suellem Gomes em 17/06/2013 22:59:48
Uma vergonha divulgar que foi doado a entidades pra fazerem sopões para pessoas carentes e de baixa renda, por acaso são diferentes dos demais??? Se o alimento está estragado tem que jogar fora e não dar pra seres humanos comerem. Acham que estão fazendo um grande favor a essas entidades, não dá pra entender!!!!
 
Ricardo Barros em 17/06/2013 20:45:38
Brincadeira ! Os caras arrumam jeito, pra fazer a gente de palhaço toda hora. Por isso o povo está fazendo passeata pra todo lado do pais. Se alguns políticos ainda não perceberam, a população está cansada de tanta corrupção e roubalheira. Na hora que acontecer com quebra-quebra e violência, tá aí , um dos motivos.
 
Marcos Figueiredo em 17/06/2013 19:03:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions