A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

16/06/2010 11:30

André não conseguirá deixar o governo durante a campanha

Redação

O governador André Puccinelli (PMDB) confirmou nesta manhã que não conseguirá se desincompatibilizar, como desejava, para disputar as eleições deste ano.

Isto porque a linha sucessória do governador está toda comprometida: seu vice, Murilo Zauith (DEM), deve mesmo entrar na corrida pelo Senado.

O presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos (PMDB), também está impossibilitado, já que vai disputar a reeleição.

O presidente do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Elpídio Helvécio Chaves Martins, não quer assumir o posto.

"Não vai ter jeito, vou ter que ficar", confirmou, hoje de manhã.

Com isso, pelo menos oficialmente, o governador terá muito menos tempo para fazer campanha. Só poderá ir para a rua pedir votos e participar de reuniões políticas após o expediente e nos finais de semana.

Quando ele estiver impedido de participar de atos políticos durante a campanha, será representado pela candidata a vice em sua chapa, a ex-prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet (PMDB).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions