A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

16/06/2010 11:30

André não conseguirá deixar o governo durante a campanha

Redação

O governador André Puccinelli (PMDB) confirmou nesta manhã que não conseguirá se desincompatibilizar, como desejava, para disputar as eleições deste ano.

Isto porque a linha sucessória do governador está toda comprometida: seu vice, Murilo Zauith (DEM), deve mesmo entrar na corrida pelo Senado.

O presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos (PMDB), também está impossibilitado, já que vai disputar a reeleição.

O presidente do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Elpídio Helvécio Chaves Martins, não quer assumir o posto.

"Não vai ter jeito, vou ter que ficar", confirmou, hoje de manhã.

Com isso, pelo menos oficialmente, o governador terá muito menos tempo para fazer campanha. Só poderá ir para a rua pedir votos e participar de reuniões políticas após o expediente e nos finais de semana.

Quando ele estiver impedido de participar de atos políticos durante a campanha, será representado pela candidata a vice em sua chapa, a ex-prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet (PMDB).

Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions