A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

25/06/2010 08:21

André não teme perder aliados com crescimento de Dilma

Redação

O governador André Puccinelli (PMDB) garantiu nesta manhã não ter medo de perder aliados a partir do crescimento da presidenciável Dilma Rousseff (PT) nas pesquisas.

Petistas de Mato Grosso do Sul apostam no esvaziamento do palanque de André, já que além de Nelsinho Trad (PMDB), de Campo Grande, outros aliados estariam pensando em apoiar Dilma.

Um dos indecisos é o deputado federal Geraldo Resende. Ele ainda pretende manter conversações, principalmente com o presidente nacional do PMDB, Michel Temer, para se posicionar.

Paulo Duarte é um dos deputados que aposta nesta "debandada". "O governador tomou a decisão errada e agora terá que ficar colado em um candidato em queda", declarou.

André não tem o mesmo pensamento e garante que tomou a decisão certa ao escolher dar seu apoio a Serra. Ele disse que o posicionamento foi adotado a partir da análise de pesquisas qualitativas e quantitativas, cálculos do tempo de TV e ouvindo seu grupo político.

Para o governador, o eleitorado também não entenderia se ele subisse no palanque de Dilma Rousseff.

"Ficando com ela, eu não ganharia mais votos nem de petistas nem de Dilmistas", avaliou, durante assinatura da liberação das obras no Hospital de Trauma de Campo Grande.

Puccinelli não crê na possibilidade de sair prejudicado administrativamente se vencer as eleições e Serra sair derrotado.

Lembrou que apoiou o tucano Geraldo Alckmin em 2006, quando ele perdeu a corrida eleitoral para o presidente Lula. Mesmo assim, não deixou de receber investimentos para o Estado.

"Acredito que um presidente deva atender todos por igual, apartidariamente", avaliou.

Outros aliados do governador, como os deputados Rinaldo Modesto (PSDB) e Carlos Marun, também não demonstram preocupação com o crescimento de Dilma nas pesquisas.

"A Dilma continua na sombra do Lula", disse o tucano.

A última pesquisa de opinião divulgada pelo Ibope, mostra Dilma com 40% e Serra com 35% das intenções de voto.

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions