A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

17/04/2016 08:49

Antes da votação, Marun vai passar para dar um abraço em Temer

Leonardo Rocha
Carlos Marun está confiante na aprovação do impeachment na Câmara (Foto: Divulgação - Câmara dos Deputados)Carlos Marun está confiante na aprovação do impeachment na Câmara (Foto: Divulgação - Câmara dos Deputados)

O deputado federal Carlos Marun (PMDB) revelou que antes de seguir para votação do impeachment na Câmara Federal, ele vai passar nesta manhã (17), no Palácio Jaburu, para dar um abraço e conversar com o vice-presidente Michel Temer (PMDB). Ele está confiante nos votos colhidos pela oposição e diz que a expectativa é de vitória.

Marun ponderou que neste momento, a base da presidente Dilma Rousseff (PT) está correndo atrás de votos, mas viu muitos colegas de parlamento se recusando a aceitar as propostas ao longo da noite de ontem (16) e durante a madrugada. "Eles precisam de uns 25 votos e não estão conseguindo, imagine como estão as propostas aqui em Brasília, mas a maioria recusando".

O deputado do PMDB ponderou que a expectativa é de vitória, mas nada que deixe a oposição dispersa ou "relaxada" com o cenário atual. "Estamos confiantes, mas atentos, sabemos da ação do Governo Federal na tentativa de conseguir mais votos, porém esta busca está sendo fracassada".

Marun inclusive elogiou a postura de muitos deputados, que segundo ele, apesar da procura intensa da base da presidente, têm se mostrado irredutível. "Vai servir até de reflexão para sociedade, muitos colegas estão recebendo propostas de todas as formas, mas estão recusando, pode haver um reconciliação das pessoas com a classe política, após todo este processo".

O parlamentar disse que vai passar daqui a pouco no Palácio Jaburu, para dar um abraço no vice-presidente e depois segue para o Congresso Nacional, por volta das 10h30 (horário de Brasília). "Vou chegar mais cedo, almoçar lá na Câmara (Federal), neste dia histórico para o país".

A bancada federal de Mato Grosso do Sul tem cinco votos já declarados a favor do impeachment: Carlos Marun (PMDB), Tereza Cristina (PSB), Elizeu Dionísio (PSDB), Geraldo Resende (PSDB) e Luiz Henrique Mandetta (DEM). Contra o processo estão Zeca do PT, Vander Loubet (PT) e Dagoberto Nogueira (DEM). Este último até gerou especulações, já que não quis falar sobre o assunto, nos últimos dias.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions