A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

18/03/2010 17:01

Após cancelar visita a MS, ministra despacha normalmente

Redação

Após cancelar a visita a Campo Grande, onde participaria da solenidade de abertura da 72ª Expogrande, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, voltou a despachar normalmente no ministério. O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, substituiu a pré-candidata a presidente da República pelo PT.

Dilma chegou a divulgar nota que deixava de cumprir a agenda em Mato Grosso do Sul para ficar ao lado da mãe, dona Dilma, que se sentiu mal na manhã de hoje. No entanto, a matriarca recuperou-se e a ministra voltou ao trabalho.

Conforme a agenda divulgada pela sua assessoria, ela recebeu o professor Roberto Mangabeira Unger às 15h, uma hora antes do embarque previsto para Campo Grande. E depois, às 16h30, recebeu o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Pré-candidata a presidência da República, a ministra vem enfrentando uma saia justa no Estado, onde poderá ter o apoio do governador André Puccinelli (PMDB) e de Zeca do PT. No entanto, o peemedebista vem ameaçando apoiar o tucano José Serra, governador de São Paulo, se o PT lançar candidato ao Governo do Estado.

O PMDB nacional, que cogita indicar o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, como candidato a vice-presidente, pressiona Dilma e Lula a não interferir na política sul-mato-grossense.

Esta é a segunda vez neste ano que Dilma cancela uma viagem ao Estado. No mês passado, ela participaria da inauguração da fábrica de papel e celulose em Três Lagoas, mas apenas o presidente Lula compareceu ao evento.

Esperada para participar da Expogrande, a ministra-chefe da Casa Civil suspendeu a visita faltando três horas para o embarque. Na terça-feira, o ex-governador Zeca do PT tentou conversar com a ministra em Brasília.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions