A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

08/12/2014 13:06

Após derrotas, PT quer recuperar base e ampliar cenário na Capital

Leonardo Rocha
Paulo Duarte ressaltou que é preciso reverter os resultados das última eleições em Campo Grande (Foto: Arquivo)Paulo Duarte ressaltou que é preciso reverter os resultados das última eleições em Campo Grande (Foto: Arquivo)

O presidente estadual do PT, o prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, afirmou que a estratégia do partido é recuperar a sua base de sustentação, com a militância e movimentos sociais, ampliar o leque de apoio para outros segmentos, com a intenção de mudar o cenário eleitoral em Campo Grande, após os resultados decepcionantes nas últimas eleições.

"Temos que fazer a interlocução com nossos aliados tradicionais, como os movimentos sociais e militância, para depois ampliarmos nossa atuação em outros ramos, como no empresarial", destacou ele.

Duarte também citou a importância de buscar o apoio da juventude, neste novo trajeto tanto nacional, como estadual. "Estas mudanças e fortalecimento deve ocorrer em todo país, na esfera nacional, estadual e municipal".

Ele também lembrou a importância de novas filiações e lideranças no partido, não para aumentar em quantidade e sim em qualidade. "Do mesmo jeito que chegam novos nomes, outros que não estiveram com a mesma sintonia do grupo, devem sair", explicou.

Resultados - O petista não deixou de comentar os últimos resultados eleitorais em Campo Grande, como na disputa da prefeitura em 2012, onde o partido registrou 4, 87%, com o deputado federal Vander Loubet (PT), assim como a derrota do senador Delcídio do Amaral (PT) nos dois turnos na Capital.

"Sabemos que precisamos melhorar e promover mudanças aqui em Campo Grande, em um planejamento mais forte para 2016, temos que melhorar esta atuação, por isso vamos buscar estas ações". Duarte, no entanto, disse que a possível saída do atual presidente municipal, Gildo de Oliveira, não foi discutida nestas primeiras reuniões partidárias.

Saída - O atual presidente voltou a comentar sobre sua saída da direção estadual, em função dos compromissos a frente da prefeitura de Corumbá. "No ano que vem já começam as conversas em relação a disputa municipal e não vou conciliar as funções, por isso já comuniquei o partido, para dar origem a esta discussão de sucessão".

Duarte espera que até fevereiro o partido já tenha definido seu substituto, mas lembrou que no momento não quer apontar nomes, para não atrapalhar esta discussão interna. "É o momento do diálogo para saber se poderemos ter consenso, existem muitos quadros que tem o perfil para assumir o partido".




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions