A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/06/2013 11:28

Após levantar sessão, deputados improvisam reunião com ministro da Justiça

Jéssica Benitez e Mariana Lopes

A sessão de hoje foi iniciada na Assembleia Legislativa, mas acabou sendo levantada (finalizada antes da hora) devido à vinda do ministro da Justiça José Eduardo Cardozo à Capital. Deputados estaduais estão tentando se reunir neste momento com o líder do Ministério, na Base Aérea de Campo Grande. O intuito é debater o conflito agrário entre índios e fazendeiros no interior de Mato Grosso do Sul.

Estão na reunião, Jerson Domingos (PMDB), presidente da Casa de Leis, Zé Teixeira (DEM), Onevan de Matos (PSDB), Lauro Davi (PSB), Osvane Ramos (PTdoB), George Takimoto (PSL), Dione Hashioka (PSDB), Mara Caseiro (PTdoB) e Lídio Lopes. Pedro Kemp (PT) não estava junto aos colegas de parlamento, mas foi solicitado pelos índios, que aguardam encontro com o ministro, e o petista já está no local.

Para que José Eduardo recepcione todos, duas salas foram improvisadas na Base. Em uma estão os parlamentares, em outra um pequeno grupo de Terenas aguarda. A reunião entre deputados e o ministro não estava programada. “Queremos que haja intervenção do ministro em relação a demarcação das terras”, explicou Lídio.

Na avaliação do parlamentar é necessário que as demarcações sejam suspensas e reiniciadas por outros Órgãos. "Porque se demarcar esses mais de 1 milhão de hectares de terra o Brasil vai acabar quebrando", finalizou.

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...


Foram para se aparecer na midia e dizer que estao preocupados.
 
SIDNEI MENESES AQUINO em 05/06/2013 12:36:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions