A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

02/07/2015 13:07

Assembleia aprova regras para eleição de diretores previstas para agosto

Leonardo Rocha
Deputados aprovam regras para eleição de diretores, após acordo entre categoria e governo (Foto: Roberto Higa/ALMS)Deputados aprovam regras para eleição de diretores, após acordo entre categoria e governo (Foto: Roberto Higa/ALMS)
Roberto Botarelli, presidente da Fetems, ressaltou que pedidos foram atendidos pelo governo (Foto: Roberto Higa/ALMS)Roberto Botarelli, presidente da Fetems, ressaltou que pedidos foram atendidos pelo governo (Foto: Roberto Higa/ALMS)

Os deputados aprovaram, em segunda votação, o projeto que estabelece as regras para as eleições de diretores nas escolas estaduais de Mato Grosso do Sul. De acordo com o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de MS), Roberto Botarelli, este pleito deve ocorrer no final de agosto, após algumas prorrogações.

Este texto aprovado pelo legislativo foi fruto de um acordo entre a Fetems e o governo estadual, já que houve impasse em relação a um projeto antigo, que tinha regras em que a categoria não aceitava. De acordo com Botarelli, depois de discussão com o executivo, se chegou a um consenso. “A maioria dos nossos pedidos foram atendidos, foi até acima de nossas expectativas”, disse ele.

Como acordo, os servidores administrativos da educação, com curso de graduação em pedagogia, poderão concorrer ao cargo de diretor. Também haverá eleição direta nas escolas indígenas, integrais e Ceada (Centro Estadual de Atendimento ao Deficiente da Audiocomunicação).

Ficou também decidido que os alunos a partir do 8° ano poderão votar, já que a definição por idade poderia ter casos de alunos que estavam em séries menores. A emenda proposta pelo deputado João Grandão (PT), para que houvesse eleição direta para EJA (Educação de Jovens e Adultos), não foi aprovada pelos deputados.

O petista explicou que foi um pedido dos alunos e funcionários de duas escolas, uma de Dourados e Campo Grande, que inclusive até fizeram um abaixo-assinado, com 180 nomes. “Como este texto já tinha tempo suficiente de discussão do governo com a Fetems, resolvemos aprovar sem uma nova emenda”, explicou o líder do Governo, o deputado Rinaldo Modesto (PSDB).

Eleição – O presidente da Fetems ainda explicou que a eleição para diretores deveria ocorrer em outubro de 2014, no entanto por se tratar de um período eleitoral, foi pedido para adiar a abril de 2015. “Nós não queríamos influência política nesta eleição, já em abril, o governo não se articulou para fazer o pleito, até pela questão do projeto que gerou divergências”.

De acordo com Botarelli, a eleição está prevista para ser realizada em agosto deste ano, no entanto esta definição irá acontecer no dia 09 de julho, após reunião entre as partes envolvidas. “Deve ficar para este período, até pela conversa adiantada com o governo sobre o tema”.

Presidente Michel Temer deve ter alta na manhã desta sexta-feira
O presidente Michel Temer deverá ter alta hospitalar na manhã desta sexta-feira (15), informou o médico Roberto Kalil Filho, que coordena os cuidados...
Interrogatório de Lula na Operação Zelotes é marcado para fevereiro de 2018
A Justiça Federal em Brasília marcou para o dia 20 de fevereiro de 2018 os interrogatórios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions