A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/12/2010 13:06

Assembleia segue André e veta proibição a sacolas plásticas

Aline dos Santos
 Assembleia segue André e veta proibição a sacolas plásticas

Por 15 votos a 4, a Assembleia Legislativa manteve hoje o veto do governador André Puccinelli (PMDB) ao projeto que proibia a distribuição gratuita de sacolas plásticas em supermercados de Mato Grosso do Sul.

Autor do projeto, Paulo Duarte (PT) defendeu que a proposta era para reduzir a poluição ao meio ambiente e baratear o custo dos produtos. Na tribuna, o deputado afirmou que o veto teve caráter político, pois faz oposição ao governo. “Foi um equívoco absurdo”, declarou, em alusão ao veto.

Já o líder do governo, Youssif Domingos (PMDB), afastou a conotação política e disse que o projeto foi vetado porque não cabe ao Estado ter código de polícia administrativa. Desta forma,nça haveria servidor hábil a fiscalizar.

No texto do veto, o governador argumenta que se as sacolas não forem distribuídas gratuitamente os consumidores acabarão comprando e os prejuízos ao meio ambiente ocorrerão da mesma forma, com o agravante de onerar o consumidor.

Além de Duarte, Pedro Kemp (PT), Amarildo Cruz (PT) e Marquinhos Trad (PMDB) foram favoráveis à derrubada do veto.

Também vetado por Puccinelli, o projeto que autoriza a implantação de unidades para tratamento de dependente químico causou racha entre os deputados.

A proposta de autoria de Antônio Carlos Arroyo (PR) ganhou a defesa de Diogo Tita (PPS). “o governo tem enfrentado o problema de frente? É mais do que pavimento, saúde”, declarou. Tita ressaltou que os tratamentos são “carissimos”.

Em defesa do governo, Youssif argumentou que não há sentido em autorizar o governo a fazer algo que já é de sua competência. Com placar de empate, o veto foi mantido porque não alcançou a maioria.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions