A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018

03/06/2018 15:53

Audiência pública debate notificação compulsória do câncer na terça-feira

Objetivo consiste em aprimorar políticas públicas relativas a prevenção, diagnóstico e tratamento da doença

Kleber Clajus
Evento foi proposto por João Grandão (PT), mas não será o único sobre a saúde na Casa de Leis (Foto: Luciana Nassar)Evento foi proposto por João Grandão (PT), mas não será o único sobre a saúde na Casa de Leis (Foto: Luciana Nassar)

A notificação compulsória do câncer e definição de prazo para diagnóstico da doença serão debatidos durante audiência pública, às 15h de terça-feira (5), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. O evento foi convocado pelo deputado estadual João Grandão (PT).

Participam do debate integrantes da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama e da Associação de Combate ao Câncer da Grande Dourados. 

Na pauta de discussão, pretende-se identificar os gargalos na assistência aos pacientes em etapas de diagnóstico e tratamento, bem como prevenção a doença considerada a segunda maior causa de mortalidade no país. O diagnóstico precoce, neste caso, assegura melhores resultados na luta contra o câncer e o evento visa aprimorar as políticas públicas existentes.

EAD - Os cursos à distância na área da saúde também serão debatidos em audiência pública, às 14h30 de sexta-feira (8), a pedido do deputado estadual Paulo Siufi (MDB). 

Há questionamento, por parte do parlamentar, sobre a qualidade atribuída pelo EAD (Ensino à Distância) a formação de profissionais da saúde que atuarão no setor.

"Estudantes precisam vivenciar na prática o que aprendem com as teorias ministradas, nos cursos a distância isso não é possível, defendo esse tipo de ensino para outros cursos, não para a área de saúde", destacou Siufi, até como justificativa para debater o tema.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions