A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/01/2015 13:05

Azambuja diz que terá tolerância zero para atos de corrupção

Leonardo Rocha
Reinaldo destaca o combate a corrupção e o planejamento da gestão para os 4 anos (Foto: Chico Ribeiro)Reinaldo destaca o combate a corrupção e o planejamento da gestão para os 4 anos (Foto: Chico Ribeiro)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que terá tolerância zero com atos de corrupção em sua equipe, tanto que criou a Controladoria Geral do Estado, justamente para ter mais medidas para coibir estes atos ilegais. Ele ainda adiantou que terá que organizar a administração e fazer um planejamento para os próximos quatro anos.

"Teremos tolerância zero com a corrupção, por isso a Controladoria Estadual, para fazer as auditorias necessárias, para identificar se uma pessoa está fazendo algo errado no meio de todos", disse ele, hoje (02), durante entrevista ao programa "Povo na TV", da TV Campo Grande.

O novo governador ainda ressaltou que precisa de tempo para organizar a administração e planejar a gestão a longo prazo. "Para isto vamos sempre ouvir a população, pois se erra menos, temos que dialogar com a sociedade, ter um governo que não pensa apenas em construções e sim nas pessoas".

Gastos - Para o tucano é preciso se gastar menos com o governo e mais com as pessoas, tendo uma gestão transparente. "Haverá transparência real, para o cidadão acessar as contas do governo e saber onde ele gasta mais e quem está gastando".

Ele voltou a dizer que houve aumento de mais de R$ 20 milhões na folha salarial, mas que estes são direitos conquistados pelos servidores, restando a nova administração reduzir custos, como no corte de no mínimo 20% de comissionados nas secretarias, diminuição no custeio, contratos e terceirização.

Prioridades - Seguindo seu plano de governo, Azambuja destacou que a saúde, segurança e educação serão suas prioridades. Na primeira situação haverá os mutirões nos polos regionais, assim como na ampliação dos serviços do Hospital Regional e a conclusão dos Hospitais do Câncer e do Trauma.

Para educação, ele citou ações para melhorar a qualificação dos professores e assim incidir no melhor no aprendizado dos alunos. "Somos um Estado que gasta mais em educação, mas temos os piores resultados, precisamos mudar este cenário".

Aquário - Reinaldo confirmou que vai interromper a obra do Aquário do Pantanal até que se faça uma auditoria, para que possa ter segurança jurídica. "Não vai ficar inacabada, não será um elefante branco, mas por exemplo estava prevista para custar R$ 87 milhões e chegou a mais de R$ 170 milhões".

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions