A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

11/12/2014 18:30

Azambuja quer ampliar base e fazer parcerias com prefeituras

Leonardo Rocha
Reinaldo quer formar base ampla, e ter um bom diálogo com os deputados (Foto: Alcides Neto)Reinaldo quer formar base ampla, e ter um bom diálogo com os deputados (Foto: Alcides Neto)

O governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB), afirmou que pretende ampliar a sua base de apoio na Assembleia Legislativa, para conseguir promover projetos prioritários em seu governo. Ele também ressaltou que quer estabelecer convênios e parcerias com as prefeituras, em áreas como saúde, educação e segurança.

"Vou buscar construir uma boa base de apoio no poder legislativo, mas sempre respeitando a oposição, que é legítima e necessária para os governos, o que quero é que exista tranquilidade pata tocar os projetos do Estado", disse o tucano.

Reinaldo ressaltou que vai precisar do apoio da Assembleia em várias ações e que pretende estabelecer um bom diálogo com a Mesa Diretora e com os demais deputados.

"Temos como exemplo o Congresso Nacional, a presidente (Dilma Rousseff) nunca teve base tão ampla, mas nós nunca deixamos de fazer uma boa oposição", lembrou.

O novo governador elegeu em sua coligação, no primeiro turno, cinco deputados, sendo 4 do PSDB e um do DEM. No segundo turno, recebeu a adesão de mais 10 parlamentares eleitos, tendo 6 do PMDB, 2 PT do B, e 1 do PEN e PSB. Por isso, começa seu mandato com uma base de 15 integrantes.

Este apoio deve aumentar e chegar até a 19 deputados, já que os 3 do PDT sinalizaram que vão seguir com Azambuja, e os dois do PR podem seguir o mesmo caminho. A princípio o único partido que já confirmou oposição neste mandato tucano, é o PT, que possui quatro parlamentares.

Parcerias - Reinaldo também citou, nesta tarde, que pretende realizar parcerias com o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), assim como os demais municípios do Estado, em áreas como saúde, educação e até segurança.

"O prefeito de Campo Grande já criou a Secretaria Municipal de Segurança, podemos desenvolver trabalhos juntos, quero implantar a patrulha eletrônica nesta área e podemos fazer parcerias", destacou ele.

O tucano ainda lembrou que apesar de alguns municípios do Estado estarem em "gestão plena", na área da saúde, o Estado pode contribuir no setor e fazer convênios importantes.

"Já fui prefeito e sei quando a política pode atrapalhar, o nosso governo não irá de forma alguma olhar o prefeito como adversário, já que assim também está afetando a população". Reinaldo também ponderou que muitas vezes para se ajudar não é apenas com "dinheiro" e sim com projetos e boa gestão.

Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...
Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions