A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

17/03/2011 17:48

Bloco de oposição ao governo fracassa antes mesmo de nascer na Assembleia

Angela Kempfer e Paula Maciulevicius

Quando o PT já comemorava o reforço no bloco de oposição contra o governo do Estado na Assembleia Legislativa, um balde de água fria colocou por terra a intenção.

Depois de definir em plenário a formação do grupo, com a participação dos 4 deputados petistas e de outros 4 parlamentares de partidos nanicos, dois mudaram de idéia e não assinaram o termo que oficializaria a união.

O grupo seria composto pelos petistas Pedro Kemp, Cabo Almi, Paulo Duarte e Laerte Tetila, além de George Takimoto (PSL), Felipe Orro (PDT), Lauro Davi (PSB) e Alcides Bernal (PP).

Na hora de assinar o documento, Lauro Davi mudou de idéia e disse que precisava de mais tempo para pensar no assunto.

Para surpresa geral, enquanto o deputado Paulo Duarte - que antes era contra a idéia, tentou até o fim fazer vingar a proposta, o maior defensor do blocão - o deputado Cabo Almi, sumiu sem oficializar a adesão.

Já estava, inclusive, definida que a liderança do bloco ficaria com os petistas, primeiro presidida pelo deputado Pedro Kemp e depois pelo deputado Cabo Almi, cada um pelo período de seis meses. Após este primeiro ano, seria novamente discutido quem será o líder do bloco.

Depois da mudança de rumo, Kemp diz se sentir frustrado. “investi nessa idéia, por acreditar que era importante fortalecer a oposição, mas percebi que o interesse maior de alguns era ter força para conseguir espaço na formação das comissões”, avalia.

Sobre o fato de Almi não ter assinado o documento, Kemp diz que achou “no mínimo esquisito”.

Atarefado- Almi garante que só não assinou o documento hoje, porque teve dois compromissos importantes hoje.

Ele justificou que passou a manhã fora da Assembleia, diz que as 8 horas participou de um seminário da Polícia Militar e em seguida foi para audiência com o presidente da Caixa Econômica Federal em Mato Grosso do Sul, Paulo Antunes.

Segundo ele, nada mudou. “A minha assinatura o bloco tem”, afirma .



medo de não reeleger-se em 2014, já estão fazendo pé de meia.
 
NILO MACIEL em 18/03/2011 09:36:09
Por que será que mudaram de idéia? rsrsrsrrs
Ninguém sabe né?
O governo coloca quem quer no bolso, na cueca, na meia, onde quiser.
Esse estado é completamente "compravel".
Por isso fazem o que querem, e com quem querem, e não tem "ninguèm" mas "ninguém" mesmo que possa peitá-lo.
Se alguém me soube nos avise, pois até os poderes se calam e se curvam.
Até o dinheiro que stá guardado, e ninguém sabe pra que e quanto tem, el desafia a todos em esconder e proteger como se fosse seu( vai ver não é ).
 
Kamél El Kadri em 18/03/2011 07:41:02
Grupo desunido sempre sera vencido, devemos saber o que tem por detrás dessa filososfia.
 
Carlos Magno Miranda em 17/03/2011 09:45:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions