ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, QUINTA  09    CAMPO GRANDE 22º

Política

Bolsonaro minimiza pandemia, crítica governadores e pede reabertura de escolas

Presidente comparou a doença a uma “gripezinha” ou “resfriadinho”

Por Maristela Brunetto | 24/03/2020 20:44
Presidente Jair Bolsonaro durante seu pronunciamento, nesta noite. (Foto: Reprodução)
Presidente Jair Bolsonaro durante seu pronunciamento, nesta noite. (Foto: Reprodução)

O presidente da República, Jair Bolsonaro, fez um pronunciamento em rádio e televisão nesta noite defendendo a redução das medidas de isolamento decretadas em função da pandemia do coronavírus. Ele atacou governadores e prefeitos.

Bolsonaro disse que  seguem uma lógica de terra arrasada. Ele afirmou que para 90% das pessoas a Covid-19 será fraca, chegando a afirmar que, diante de seu histórico de atleta, se contaminado, não correria riscos, voltando a falar em “gripezinha” ou “resfriadinho”.

Bolsonaro questionou o fechamento das escolas, uma vez que o grupo de risco teria pessoas acima de 60 anos. Ele defendeu a retomada da economia, manifestando preocupação com o sustento das famílias.

Além dos políticos que adotam medidas restritivas para barrar o avanço da doença, o presidente voltou a criticar a imprensa, considerando que ajudou a espalhar histeria no País.

"Grande parte dos meios de comunicação foram na contramão. Espalharam a sensação de pavor, tendo como carro-chefe o grande número e vítimas na Itália", declarou Bolsonaro, apontando o clima como um diferencial entre os dois países que poderia influenciar no avanço da pandemia.

O pronunciamento foi realizado horas depois de videoconferência ente Bolsonaro e os governadores sobre as ações para contra a doença. Desde 26 de fevereiro, quando foi notificado o primeiro caso, já foram 46 mortes.