A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

20/12/2013 15:45

Câmara deve julgar pedido de cassação de Bernal no dia 30 de dezembro

Josemil Arruda
Edil informa que 70% do relatório da Comissão Processante já está pronta (Foto: arquivo)Edil informa que 70% do relatório da Comissão Processante já está pronta (Foto: arquivo)

A sessão da Câmara de Campo Grande que decidirá sobre cassação ou não do prefeito Alcides Bernal (PP) deve acontecer na antevéspera do ano novo, dia 30 de dezembro, caso o chefe do Executivo não consiga uma nova decisão judicial favorável para suspender. “Até o dia 30 com certeza vamos decidir isso”, afirmou o presidente da Comissão Processante, vereador Edil Albuquerque (PMDB).

O presidente da Câmara, vereador Mario Cesar (PMDB), admite que a primeira possibilidade de sessão é o dia 30 de dezembro, uma segunda-feira, já que a Comissão Processante prometeu entregar seu relatório final do dia 27, uma sexta-feira. “A primeira possibilidade é dia 30, mas a Comissão tem até 25 de janeiro para concluir seus trabalhos, já que tem 90 dias”, observou o dirigente.

Em que pese essa possibilidade, Mario Cesar defende que a sessão extraordinária para votar o relatório final da Comissão Processante aconteça o mais brevemente possível. “Independente do relatório ser pela cassação ou não, eu acho que o quanto antes resolver isso, melhor. Temos de acabar com essa angustia que está pairando sobre todos nós”, disse o presidente.

A votação do relatório final da Comissão Processante, segundo Edil Albuquerque, acontecerá independentemente do seu conteúdo, favorável ou contra a cassação do prefeito. “O relatório sendo pelo arquivamento ou prosseguimento do processo de cassação, seja qualquer um dos dois sentidos, terá de ser votado pelo plenário da Câmara”, explicou o peemedebista, revelando que 70% do relatório já está concluído, só faltando praticamente a defesa escrita do prefeito.

Bernal tem até as 17 horas da próxima segunda-feira (23) para apresentar sua defesa por escrito, dentro do prazo de cinco dias. Trata-se da última oportunidade de defesa, já que Bernal não prestou depoimento pessoal nas três oportunidades em que foi convocado, uma vez tendo pedido adiamento, outra por apresentar atestado médico e a terceira vez pelo simples não comparecimento, alegando que a Comissão está desfalcada com dois vereadores devido à cassação de Alceu Bueno (PSL), já revertida no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Apesar do final do ano ser período de festas, o presidente da Câmara, Mario Cesar, não acredita que haverá ausências na sessão extraordinária para votar o processo de cassação do prefeito. “Eu acho que é data importante e que todos os vereadores querem participar de uma coisa que é histórica, já que em 114 anos é a primeira vez que isso acontece em Campo Grande”, opinou.

Já Edil Albuquerque teme que possa haver algumas ausências por motivação política, já que é possível que os articuladores de Bernal tentem esvaziar a sessão de julgamento, na qual é preciso dois terços dos votos, ou seja, de 20 dos 29 vereadores. Pondera, ainda, que podem surgir decisões judiciais para impedir a realização da sessão.

 

 

Justiça Federal determina que bens de ex-prefeita sejam bloqueados
Cinco pessoas, entre elas a ex-prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura, estão na lista em que a Justiça Federal determina o bloqueio de bens sob acusaç...
Maia diz que retomará votação sobre reforma política na próxima terça-feira
Após dar início à votação da Proposta de Emenda Constitucional da reforma política, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou a sessão ...



Se os vereadores "puxa saco" do Bernal, não estiverem presentes na sessão de julgamento da cassação, será melhor para os não bernalistas, que terão maioria absoluta na votação.
Só espero que os membros da comissão processante, e os demais vereadores da oposição, tomem decisões seguras, e votem pela cassação, acabando com a farra do Bernal.
 
VALDIR VILLA NOVA em 21/12/2013 10:26:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions