A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

04/04/2013 14:43

Câmara oficializa Comissão para buscar a desapropriação de prédio

Zemil Rocha
Câmara vai insistir na desapropriação, diz Mario Cesar (Foto: Arquivo)Câmara vai insistir na desapropriação, diz Mario Cesar (Foto: Arquivo)

A Câmara de Campo Grande aprovou hoje a oficialização da comissão criada para acompanhar o processo de desapropriação do prédio atualmente ocupado pelos vereadores na Rua Ricardo Brandão, bairro Jatiuka Park. “Essa comissão foi criada no recesso parlamentar, mas não tinha sido oficializada”, explicou o presidente da Casa, vereador Mario Cesar (PMDB). A comissão é composta por Airton Saraiva (DEM), Elizeu Díonizeio (PSL), Otávio Trad (PT do B), Paulo Pedra (PDT), Edil Albuquerque (PMDB) e Alceu Bueno (PSL).

Em 7 de janeiro chegou a haver publicação em Diário Oficial da constituição dessa comissão, com quase os mesmos integrantes, A única alteração foi a participação de Alceu Bueno no lugar Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB). Naquela ocasião a comissão foi criada por ato da Mesa Diretora da Câmara. Agora a aprovação se deu em plenário.

O prédio da Câmara Municipal é objeto de ordem de despejo, que deve ser cumprida até julho deste ano, quando termina o prazo de seis meses estipulado pelo Judiciário. O imóvel alugado tinha o valor mensal de R$ 35 mil, o que foi considerado abusivo pelo MPE (Ministério Público Estadual) e em 2001 uma liminar reduziu o pagamento para R$ 15 mil. O contrato acabou em 2005 e desde então o aluguel não foi pago. A dívida acumulada chega a R$ 11 milhões, segundo os advogados da proprietária do prédio, a empresa Haddad Engenheiros Associados.

Nesta semana, o presidente da Câmara anunciou que o Poder dispõe de R$ 6,7 milhões para a desapropriação do imóvel, valor calculado com base no IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). O prefeito Alcides Bernal (PP) afirmou, porém, que não pretende promover a desapropriação e sim alugar outro local, já que estaria sem seus planos construir um novo Paço Municipal com espaço para um novo prédio para a Câmara.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


Esses vereadores estão querendo fazer alguém de trouxa. Dizem que o valor de desapropriação é de 6,7 milhões porque é o valor que consta no IPTU, mas com toda certeza do mundo esse prédio vale muito mais, e depois de desapropriado os ex-proprietários vão entrar na justiça, vai ser feita uma avaliação e vão comprovar que esse prédio vale uns 25 milhões pelo menos. Ai eu quero ver, esses mesmos vereadores com certeza vão chegar na imprensa e falar que cabe ao prefeito pagar a diferença de quase 20 milhões. Como vai ser proveniente de decisão judicial, o prefeito vai ter que pagar e vai enrolar ainda mais as finanças do município por causa desse desfalque que esses vereadores vão causar por causa dessa desapropriação. Se liga Bernal, esses caras estão querendo é atrapalhar ainda mais.
 
Henrique Dias em 04/04/2013 21:20:21
Assim fica facil, alem de nao pagar a suas dividas ainda pode tomar na cara duro a propriedade de outros. kkkkkkkkkk eh o fim mesmo
 
Adriano Volpini em 04/04/2013 14:49:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions