A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

01/11/2010 14:40

Campeão em MS, PSDB lança Marisa à prefeitura da Capital

Redação

Depois de vencer a disputa presidencial em Mato Grosso do Sul, o PSDB já planeja lançar candidatura própria nos principais municípios do Estado, sobretudo em Campo Grande.

Neste caso, o nome da senadora Marisa Serrano desponta como o favorito para a sucessão de Nelsinho Trad (PMDB), de quem ela já foi, inclusive, vice-prefeita.

Marisa conta com histórico vitorioso como bagagem política. Em 2002, ele entrou como "candidata tampão" ao governo do Estado, contra Zeca do PT, que tentava a reeleição. Começou a campanha com cerca de 3% das intenções de voto, virou o jogo e levou a disputa para o segundo turno, contando com poucos recursos financeiros.

Dois anos depois, foi vice de Nelsinho e ajudou o peemedebista a liquidar a fatura logo no primeiro turno. A dupla disputou o cargo contra três deputados federais, todos ligados a Zeca do PT: Dagoberto Nogueira (PDT), Vander Loubet (PT) e Antônio Cruz (PP).

Em 2006, Marisa disputou apenas uma vaga ao Senado contra nomes conhecidos da política sul-mato-grossense, como Egon Krakheke (PT) e João Leite Schmidt (PDT), saindo vitoriosa.

Ela disse ao Campo Grande News que está à disposição do partido, mas que há outros nomes fortes do PSDB que também estão preparados para a sucessão de 2012.

"Saímos muito fortalecidos desta eleição, o partido e os aliados demonstraram uma união muito grande e acho que é a hora do PSDB ter candidatura própria", comentou.

Sobre a aliança histórica com o PMDB em Campo Grande, e a possibilidade de "arranhões" nesta relação, a senadora afirma que este é um processo natural e que as duas siglas estarão juntas na disputa em alguns municípios, e "em outros não".

Entre os municípios que o PSDB tem nomes fortes para 2012 estão Naviraí e Ponta Porã.

No primeiro caso, o deputado estadual Onevan de Matos, que já foi prefeito da cidade, é o nome mais forte. No município fronteiriço de Ponta Porã, Flávio Kayatt conclui seu segundo mandato bem avaliado e tem tudo para fazer seu sucessor.

Nos municípios onde não conseguir lançar candidato próprio, os tucanos devem disputar com nomes do BDR (Bloco Democrático Reformista), composto também por DEM e PPS.

Dourados é um exemplo desta união partidária, onde o vice-governador Murilo Zauith, do Democratas, é o nome mais forte para a prefeitura em 2012.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions