A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

29/09/2016 13:20

Candidatos tentam convencer indecisos em último programa de TV

Eles citaram propostas e prioridades caso sejam eleitos

Leonardo Rocha
Candidatos apresentam as principais propostas da campanha (Foto: Fernando Antunes)Candidatos apresentam as principais propostas da campanha (Foto: Fernando Antunes)

Os candidatos a prefeito de Campo Grande aproveitaram o último programa eleitoral, do primeiro turno, para apresentar suas principais propostas, além de citar o combate a corrupção e o cuidado com o gasto público. A intenção foi convencer os eleitores que ainda não definiram o voto, para o dia 2 de outubro.

Rose Modesto (PSDB) começou o programa citando casos de gestões passadas, que houve "desperdício" de recurso público, assim como denúncias de corrupção, como o caso Gisa (Gerenciamento de Informações em Saúde), contratos de coleta de lixo, Operação Tapa Buracos, assim como sumiço de vacinas e uniformes atrasados.

O programa ainda pediu para o eleitor escolher entre a "antiga política", a atual gestão, que segundo ela, "decepcionou a população", ou sua campanha. Também citou a parceria com o governo estadual e que a "honestidade e transparência" serão prioridades na sua administração.

Marquinhos Trad (PSD) ponderou que "conhece os problemas da cidade" e que não apresentou "promessas vazias", durante sua campanha. Voltou a defender uma gestão com segurança, transparência e educação de qualidade, colocando a "cidade em ordem". Ainda agradeceu a recepção que teve nos bairros.

Já o atual prefeito Alcides Bernal (PP) começou agradecendo aos eleitores, pela boa recepção nas ruas e disse que na campanha se sentiu mais "revigorado e preparado" para fazer um segundo mandato. Ele pediu que a população conceda um novo "voto de confiança", assim como ocorreu em 2012.

Alex do PT preferiu usar o último programa para reafirmar propostas como, redução de impostos e taxas de serviços, a criação de um hospital municipal e polo tecnológico, além de citar programas como "Cheque Moradia" e a implantação da "Usina do Asfalto", para acabar com os transtornos dos buracos na cidade.

Espaço - Com tempo reduzido, os demais candidatos apenas enviaram uma "mensagem final" aos eleitores. Aroldo Figueiró (PTN) propôs uma mudança de verdade na política, já Marcelo Bluma (PV) pediu que a população recuse a "política de corruptos", com uma nova alternativa. Lauro David (PROS) citou a importância de ter uma saúde de qualidade, enquanto que Athayde Nery (PPS) falou sobre ética, honestidade e gestão participativa.

Coronel David (PSC) disse que os campo-grandense precisam "fazer o certo", já Elizeu Amarilha (PSDC), Rosana Santos (PSOL), Pedro Pedrossian Filho (PMB) e Adalto Garcia (PRTB) apenas tiveram tempo para falar nome e número. Suél Ferranti (PSTU) e José Arce (PCO) não apresentaram programa.

A três dias das eleições, candidatos a prefeito vão a bairros e debate
A três dias das eleições, os candidatos a prefeito de Campo Grande visitam bairros e participam de debate na TV Morena nesta quinta-feira (dia 29). O...
Candidatos a prefeito vão a bairros e gravam programas nesta 4ª feira
Visita a bairros, entrevistas e gravações marcam a campanha dos candidatos a prefeito de Campo Grande nesta quarta-feira (dia 28). Athayde Nery (PPS)...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions