A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Março de 2019

25/01/2019 10:20

Capitão Contar rompe acordo e ameaça disputar 1ª secretaria da Assembléia

Ângela Kempfer
Renan Barbosa Contar (PSL) durante entrevista em dezembro, na data da diplomação. (Foto: Paulo Francis)Renan Barbosa Contar (PSL) durante entrevista em dezembro, na data da diplomação. (Foto: Paulo Francis)

O deputado estadual Renan Barbosa Contar (PSL) desistiu de acordo feito com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), para apoiar a eleição de Zé Teixeira (DEM) à primeira secretaria da Assembleia Legislativa. Agora, ameaça lançar candidatura ao cargo. A alegação, para voltar atrás, é curiosa: “pressão de seguidores nas redes sociais”.

Pessoas próximas do parlamentar e capitão do Exército, no entanto, dizem que a “pressão” vem de dentro de casa. “A recusa (de apoio a Zé Teixeira) é exigência familiar”, garante político que acompanha as negociações com o G-10, grupo de 10 deputados do qual Contar faz parte.

Na última quarta-feira (23), em reunião com o governador, o G-10 aceitou três cargos: 2ª e 3ª vices-presidências e 2ª secretaria, em chapa liderada por Paulo Corrêa (PSDB), além de apoio a José Teixeira como 1º secretário.

No acordo, selado entre o G-10, o governador Reinaldo Azambuja e o deputado Paulo Corrêa, ficou acertado que o grupo indicaria, na próxima terça-feira, 29, os nomes para compor a diretoria que vai administrar o Legislativo a partir de fevereiro.

Para surpresa dos negociadores, Contar anuncia agora que vai lançar candidatura avulsa, direito garantido pelo regimento interno da Assembleia.

Dos 10 membros do grupo, seis concordaram em votar no deputado Zé Teixeira. Os outros 4 dizem que não votam, entre eles está o capitão. Teixeira, no entanto, já tem documentado o compromisso de 15 parlamentares, dos 24 da Casa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions